Com gol de Robinho, Santos vence Flamengo no Rio

Com o resultado de 1 a 0, o Flamengo permaneceu com 31 pontos, a quatro pontos da zona de rebaixamento, enquanto o Santos chegou aos 39 no Brasileiro

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Robinho pôs fim ao jejum de quatro meses sem vitória fora de casa
Ricardo Saibun/Santos FC
Robinho pôs fim ao jejum de quatro meses sem vitória fora de casa

O Santos conseguiu uma importante vitória fora de casa pelo Campeonato Brasileiro neste sábado, num jogo de baixo nível técnico. Desfalcado de alguns jogadores importantes, como o goleiro Aranha, a equipe paulista derrotou o Flamengo por 1 a 0, no Estádio do Maracanã, com gol de Robinho, e acabou com um jejum de quatro meses sem vitória fora de casa na competição.

 

Com o resultado, o Flamengo permaneceu com 31 pontos ganhos, em 12º lugar, agora a quatro pontos da zona do rebaixamento. O Santos, por sua vez, chegou aos 39 pontos e ficou menos distante do G4, na oitava posição, com 39 pontos. Ainda neste sábado, porém, a equipe corre o risco de ser ultrapassada pelo Sport, que tem 37 e encara o Corinthians em São Paulo.

 

No Flamengo, o dia inicialmente era de festa por causa da marca de 500 jogos conquistada pelo lateral Léo Moura com a camisa do clube. Pelo lado do Santos, o treinador Enderson Moreira tinha alguns desfalques importantes para a partida. Além de Aranha, com uma lesão muscular na coxa esquerda, não conseguiu contar com o atacante Thiago Ribeiro, que sofreu com um edema na coxa direita, e com o zagueiro Bruno Uvini, com uma fratura na face.

 

Para o gol, o alvinegro contou com Vladimir, enquanto a zaga foi formada por Edu Dracena e David Braz. Para o meio de campo, Moreira usou os volantes Alison, Arouca e Alan Santos. Além disso, iniciou o jogo sem o atacante Leandro Damião no time para escalar Gabriel.

 

O jogo começou com o Flamengo pressionando o Santos e com maior domínio de bola. A equipe rubro-negra não conseguia, porém, produzir lances agudos de ataque, mesmo com o imenso apoio da torcida no Maracanã.

 

Até os 15 minutos de jogo, o cenário da partida continuou com maior presença do Flamengo com a bola, mas o Santos começou a diminuir aos poucos os espaços no campo. Com isso, passou a ameaçar na saída para os contra-ataques.

 

A partida permaneceu sem lances perigosos de gol até os 24 minutos, quando o Santos abriu o marcador. Numa grande jogada de Geuvânio pelo campo direito do ataque santista, o atacante deu um drible desconcertante no lateral João Paulo. Quase na linha de fundo, ele tocou para trás para Robinho, que mandou para o fundo das redes de Paulo Victor, num belo gol: 1 a 0.

 

Após o gol, o Flamengo tentou retomar a pressão do início do jogo. O Santos, em contrapartida, adiantou a marcação no meio-campo e se transformou num adversário ainda mais perigoso nos contra-ataques.

 

O duelo cariocas e paulistas era bastante disputado e nem um pouco bonito. Algumas jogadas duras foram observadas até o fim do primeiro tempo e a falta de chutes perigosos a gol foi um detalhe que chamou bastante a atenção numa partida de Série A de Campeonato Brasileiro.

 

A volta do intervalo foi marcada pela demora do Santos, que, orientado pela arbitragem, retornou ao gramado com o uniforme número 1, o branco, em vez do listrado em branco e preto da primeira etapa. O Flamengo, por sua vez, também trocou o calção branco pelo preto, sem precisar alterar a tradicional camisa rubro-negra.

 

A postura dos paulistas em campo no começo do segundo tempo continuou com a tática de marcação no campo do adversário. Esse comportamento deixava a missão do Flamengo mais difícil, mas os jogadores da equipe carioca, empurrados pela torcida, ainda tentavam o empate em algumas jogadas individuais.

 

Aos 6 minutos, Léo Moura chegou a fazer boa jogada pela direita do ataque do Flamengo e cruzou para Gabriel na grande área. O atacante flamenguista cabeceou, mas a bola foi para fora e sem grande perigo para o goleiro Vladimir.

 

Antes dos 20 minutos do segundo tempo, o técnico Vanderlei Luxemburgo já havia promovido duas trocas no Flamengo. A primeira foi a saída de Cáceres, contundido, para a entrada do volante Luiz Antônio. A segunda, para tentar mudar o jogo, foi a saída do atacante Gabriel para a entrada de Eduardo da Silva.

 

O jogo não mudou muito e continuou travado, mas um lance de falta do Flamengo incendiou a torcida rubro-negra. Aos 26, o zagueiro Chicão cobrou com precisão e a bola só não entrou porque Vladimir fez difícil defesa, mandando a bola para fora. No minuto seguinte, o lateral João Paulo também quase empatou, mas a bola passou por cima do travessão santista.

 

O Flamengo até passou a controlar melhor a partida com maior domínio de jogo. O grande problema, no entanto, continuava sendo a dificuldade na criação de lances agudos de gol. O Santos até perdeu um pouco de território em campo, mas conseguia interceptar muitas das jogadas rubro-negras, para desespero da torcida local.

 

Aos 44, o atacante Pato Rodríguez, que havia entrado no lugar de Geuvânio, quase ampliou para o Santos. Depois de uma boa jogada individual, ele chutou de fora da área e a bola só não foi ao gol porque desviou nas costas do zagueiro Samir.

 

Já nos acréscimos, aos 49, o Flamengo quase chegou ao gol com o atacante Alecsandro. Ele pulou mais alto que a defesa santista e cabeceou para fora, com a bola raspando o travessão, um minuto antes do árbitro encerrar a partida.

 

Na próxima rodada do Brasileirão, o Flamengo visitará o Figueirense, na quarta-feira , em Florianópolis. O Santos, no dia seguinte, receberá o Bahia na Vila Belmiro.

 

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 0 x 1 SANTOS

FLAMENGO - Paulo Victor, Léo Moura, Chicão, Samir e João Paulo; Cáceres (Luiz Antônio), Canteros (Elton), Márcio Araújo e Everton; Gabriel (Eduardo da Silva) e Alecsandro. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

SANTOS - Vladimir; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Eugenio Mena; Alison, Arouca e Alan Santos; Geuvânio (Pato Rodríguez), Robinho (Neto) e Gabriel (Rildo).Técnico: Enderson Moreira.

GOL - Robinho, aos 24 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Cáceres, Canteros e Everton (Flamengo); Alison (Santos).

ÁRBITRO - Marielson Alves Silva (BA).

RENDA - R$ 1.340.195,00.

PÚBLICO - 43.790 (37.204 pagantes).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio.

Leia tudo sobre: FlamengoSantosBrasileiro