Santos confia em Robinho para acabar com jejum fora

Equipe praiana não vence como visitante desde o dia 29 de maio, quando bateu o Bahia, em Feira de Santana

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Contra o Botafogo, atacante marcou dois gols e foi decisivo em duelo pela Copa do Brasil
Reprodução Facebook
Contra o Botafogo, atacante marcou dois gols e foi decisivo em duelo pela Copa do Brasil

O Santos acredita que acaba no jogo deste sábado, às 16h20, contra o Flamengo, no estádio do Maracanã, no Rio, pela 26.ª rodada, o jejum de mais de quatro meses sem vencer como visitante no Campeonato Brasileiro. A última vitória santista fora foi no dia 29 de maio, em Feira de Santana (BA), contra o Bahia. De lá para cá, o time até apresentou bom futebol em alguns jogos, mas sempre ou perdeu ou empatou.

O otimismo tem pelo menos dois motivos. O principal é a motivação de Robinho, depois de ter marcado dois gols - o primeiro foi o 100.º dele pelo clube - e desequilibrado a partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil, em que o Santos derrotou o Botafogo por 3 a 2, na última quarta-feira, também no Maracanã. Outro foi o efeito imediato que o pagamento dos salários atrasados teve no time, que não tomou conhecimento do clube carioca, em retribuição ao esforço da direção. No jogo deste sábado, o Santos precisa vencer para manter viva a pequena possibilidade de ainda entrar no G4 e de se classificar para a Copa Libertadores de 2015, via Brasileirão. Oitavo colocado com 36 pontos, o time está a sete do quarto, que é o Atlético Mineiro, e projeta uma campanha de recuperação na reta de chegada da competição para não terminar como figurante. O que pode atrapalhar os planos santistas é a ausência de Lucas Lima, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Contratado pelo fundo de investimentos Doyen Sports no começo do ano e repassado ao Santos, o meia firmou-se no time, não ficou fora de nenhum dos 25 jogos do Brasileirão e fez o torcedor esquecer rapidamente o argentino Montillo. No treino desta sexta, nas Laranjeiras, a casa do Fluminense, o técnico Enderson Moreira montou o meio de campo com três volantes - Alison, Arouca e Alan Santos - e tirou Leandro Damião do time para escalar Gabriel. Com a mudança, o garoto terá dupla função, revezando-se com Robinho na volta ao meio para ajudar na articulação das jogadas e em outros momentos será o atacante mais perto da área adversária, como falso centroavante.

Leia tudo sobre: SantosFlamengofutebolCampeonato Brasileirofora de casavisitanteMaracanãRobinho