Incêndio em vegetação assusta moradores de Igarapé

Segundo aposentada que vive próximo ao local atingido, fogo consumiu uma residência; área destruída ainda não foi calculada

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

Moradora registra da janela de casa fogo que consumiu vegetação em Igarapé
Web repórter / Solanja
Moradora registra da janela de casa fogo que consumiu vegetação em Igarapé

O incêndio que atingiu uma vegetação no bairro Veterinária, em Igarapé, na região Central do Estado, nesta sexta-feira (3) provocou medo em moradores da região. As chamas tiveram início por volta de 14h e só foram controladas por volta de 23h.

Conforme informações de uma moradora, que preferiu não se identificar, essa não é a primeira vez que o local é incendiado. Ainda conforme a moradora, as chamas sempre são iniciadas em uma área de reserva, localizada na região. "Em um incêndio anterior, o fogo queimou tudo. As chamas sempre tem início em uma área de proteção localizada perto das casas", contou.

Ainda segundo a denunciante, o receio é que o fogo destrua as residências. "Ficamos apavorados, já que as chamas estão próximas de nossas casas. Além disso, as chamas são altas e o vento pode fazer com que elas se espalhem", encerrou a moradora.

Já a aposentada Bernadete Mendes, de 75 anos, contou que o fogo foi iniciado na área de preservação e chegou a consumir uma residência da região. "O fogo começou nessa reserva, atingiu a mata da UFMG e destruiu a casa de uma vizinha. Outros focos do incêndio chegaram a atingir um coqueiros e árvores da região", relatou.  

Para tentar se proteger, a moradora relatou ter capinado uma grande área ao redor da casa em que vive. "Cerca de 5m ao redor da casas estão só na terra. Fiz isso para evitar que o fogo invada meu lote", encerrou. 

A moradora contou já ter ido até a prefeitura pedir que o dono do terreno, onde fica a reserva, seja autuado e se comprometa a tomar uma atitude, já que os incêndios são recorrentes na região. No entanto, segundo Bernadete, nenhuma providência foi tomada.

As chamas foram controladas por volta de 23h, mas a área consumida ainda não foi calculada.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave