Santa Cruz joga bem e bate o Boa na Arena Pernambuco

Com o placar elástico, time mineiro perdeu a chance de se aproximar mais do G-4 e cobra coral saltou na tabela

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Atuando debaixo de muita chuva, mas com uma boa presença de torcedores na Arena Pernambuco, no Recife, o Santa Cruz finalmente conseguiu mostrar um bom futebol e derrotou o Boa por 3 a 0, nesta sexta-feira. O jogo foi válido pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Mesmo com o resultado, o time pernambucano segue no meio da tabela de classificação, mas agora na nona posição com 37 pontos. Já a equipe do técnico Nedo Xavier perdeu a chance de se aproximar do G4 e somou a sua segunda derrota consecutiva - vinha de uma por 2 a 0 para o Avaí - e segue na sexta posição, com 41 pontos.

Desde o apito inicial, o Santa Cruz se portou melhor dentro de campo, criando jogadas de ataque e sufocando o Boa no campo de defesa. Assim, o time pernambucano não demorou para abrir o placar. Aos 22 minutos, Wescley veio em grande arrancada pelo meio de campo até invadir a área. Ao perceber a saída do goleiro João Carlos, deu um toque por cima e colocou a bola no fundo das redes.

Um minuto após o gol, o Santa Cruz aproveitou o abatimento do clube mineiro e chegou ao segundo gol. Léo Gamalho deu um belo passe para Danilo Pires. O meia invadiu a área e chutou uma bomba, que entrou no canto, sem chances de defesa.

Por mais que o Boa tentasse equilibrar a partida, o esquema defensivo do time pernambucano sempre levava a melhor. Aos 38 minutos, o volante Bileu, do Santa Cruz, foi derrubado dentro da área por Marinho Donizete e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Léo Gamalho chutou no canto direito e João Carlos caiu para o outro lado. Foi o terceiro do time do Recife.

Na volta do intervalo, o Boa até tentou ficar mais ofensivo, mas quem realmente levou mais perigo foi novamente o Santa Cruz. Aos dois minutos, o atacante Keno recebeu de costas para a marcação dentro da área. Ele girou sobre Lula e chutou, mas a bola passou tirando tinta da trave e não entrou.

Aos 25 minutos, o meia Natan, do time pernambucano, recebeu dentro da área com chances de finalização. A bola passou tirando tinta da trave. A pressão continuou para o time da casa e o resultado acabou inalterado.

Os dois clubes voltam a campo nesta terça. Enquanto o Santa Cruz enfrenta o Joinville, às 21h50, em Santa Catarina, o Boa recebe a Ponte Preta, em Varginha (MG), às 19h30. Os jogos serão válidos pela 28.ª rodada.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ 3 x 0 BOA

SANTA CRUZ - Tiago Cardoso; Tony (Nininho), Everton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa (Julinho); Bileu, Sandro Manoel, Danilo Pires (Natan) e Wescley; Keno e Léo Gamalho. Técnico: Oliveira Canindé.

BOA - João Carlos; Tinga, Lula, Thiago Carvalho e Marinho Donizete; Josa (Willian Magrão), Wellington, Clébson (Morato) e Tomas; Pedro Augusto e Diego (Francis). Técnico: Nedo Xavier.

GOLS - Wescley, aos 22, Danilo Pires, aos 23, e Léo Gamalho (pênalti), aos 38 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Éverton Sena, Natan, Sandro Manoel e Tony (Santa Cruz); Francis, Morato e Willian Magrão (Boa).

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira (SP).

RENDA - R$ 260.013,00.

PÚBLICO - 11.055 pagantes.

LOCAL - Arena Pernambuco, no Recife (PE).

Leia tudo sobre: santa cruzboa esporteserie bfutebol