Chega a 44 o número de presos por atentados em Santa Catarina

Sindicato dos Rodoviários da Região Metropolitana de Florianópolis (Sintraturb) orientaram motoristas e cobradores a recolher os veículos a partir das 19h; Até o momento, foram 25 coletivos queimados

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O governador em exercício de Santa Catarina, Nelson Schaefer Martins, informou, em entrevista coletiva, que o estado prendeu 44 pessoas envolvidas com os ataques a ônibus, delegacias, postos de polícia e a residências de policiais, que chegaram ao sétimo dia nesta sexta-feira (3). Segundo Martins, dez dos presos são adolescentes.

“Evitamos, com as ações, pelo menos nove atitudes de atentados. Conseguimos, com a integração de nossas inteligências, nos antecipar a esses fatos. Quando e onde não foi possível, as polícias, tanto militar quanto civil, agiram com rapidez. Como resultado, temos 44 prisões, sendo 34 de adultos e dez de adolescentes”, disse o governador.

Os ataques a ônibus, 25 foram incendiados até agora no estado, motivaram o Sindicato dos Rodoviários da Região Metropolitana de Florianópolis (Sintraturb) a orientar motoristas e cobradores a recolher, a partir das 19h, desde a última quarta-feira (1º), todos os veículos que atendem a parte da Grande Florianópolis. Os últimos ônibus a circular saem do centro da cidade às 19 h.

Em nota, a Prefeitura de Florianópolis informou que, no próximo domingo (5), dia das eleições, os ônibus vão circular até as 19h. As seções estarão abertas para votação até as 17h. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) informou à Agência Brasil que não há nenhum plano para transporte de mesários, presidentes de mesa e demais profissionais envolvidos com a votação. Segundo o TRE, todos terão sido liberados por volta das 18h e que não haverá mais atividades nas zonas eleitorais após esse horário. Ontem (2), o governo do estado recusou apoio de tropas federais para reforçar a segurança durante as eleições.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave