Felipe França comemora título sul-americano na natação

Brasil conquistou 12 medalhas no primeiro dia de competições o Campeonato Sul-Americano de Natação; França venceu os 100m peito

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Satiro Sodré/Divulgação
undefined

O Brasil dominou completamente o primeiro dia de competições do Campeonato Sul-Americano de Natação, que está acontecendo em Mar del Plata, na Argentina. Nesta quinta-feira, foram 12 medalhas, com cinco de ouro, três de prata e quatro de bronze. Em duas provas (100m peito masculino e 100m borboleta feminino) o Brasil fez dobradinha.

Como os atletas brasileiros tiveram duas competições fortes em agosto/setembro (o Pan-Pacífico e o Troféu José Finkel) e muitos deles se prepararam para o Mundial de Piscina Curta, treinando na distância de 25 metros, os tempos em Mar del Plata, em piscina longa, estão abaixo do potencial dos brasileiros.

Felipe França venceu os 100m peito com 1min01s26, quase um segundo e meio mais lento do que fez no Pan-Pacífico. João Gomes Júnior (1min02s35) ficou com a prata, a dois segundos da sua melhor marca na temporada.

"Hoje a gente sabe que o resultado da competição é construído dia após dia, nos treinamentos, com muito trabalho. Voltar a fazer parte da seleção e ver como ela está crescendo, me deixa muito feliz e me faz refletir sobre tudo que está sendo agregado ao grupo. Acho que todos aqui têm muito para crescer, e não só neste Sul-Americano, mas para os próximos Mundiais", disse Felipe França.

Nos 100m borboleta feminino, outra dobradinha brasileira. Campeã no Finkel, Etiene Medeiros desta vez perdeu para a colega de equipe no Sesi, Daynara de Paula, que faturou o ouro com 59s76. Etiene fatura a prata com 1min00s13.

Fernando Ernesto foi o único brasileiro nos 200m costas porque Leonardo de Deus, também convocado, não foi a Mar del Plata por motivos médicos - está doente. Fernando venceu até com relativa facilidade, se aproximando de quebrar a casa dos dois minutos: 2min00s65.

A surpresa do primeiro dia foi o paraguaio Benjamin Brusquetti, ouro nos 50m borboleta e nos 200m livre. Na prova mais curta, venceu Guilherme Guido (especialista no nado costas) por 0s02. Marcos Macedo foi bronze.

Miguel Valente ganhou duas medalhas: bronze nos 800m e nos 200m livre. Nos 50m peito, Beatriz Travalon também ficou em terceiro. Nos 400m livre e nos 200m medley no feminino, o Brasil não foi ao pódio. Favorita, a equipe brasileira venceu as duas provas de revezamento realizadas: 4x100m medley misto (dois homens e duas mulheres) e 4x200m livre feminino.