Economia dos EUA cria 248 mil empregos em setembro

Relatório sugere que o mercado de trabalho retomou o crescimento estável que exibiu no fim da primavera e começo do verão nos EUA, após perder força em agosto

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A economia dos EUA criou 248 mil empregos em setembro, o melhor resultado desde junho, segundo relatório publicado nesta sexta-feira (3) pelo Departamento do Trabalho. O resultado veio acima da expectativa de analistas consultados pela "Dow Jones Newswires", que previam a abertura de 215 mil vagas.

Os números de agosto e de julho foram revisados para cima. Em agosto, foram criados 180 mil postos de trabalho, ante a estimativa original de 142 mil. Em julho, foram abertas 243 mil vagas, ante a leitura anterior de 212 mil empregos.

O relatório sugere que o mercado de trabalho retomou o crescimento estável que exibiu no fim da primavera e começo do verão nos EUA, após perder força em agosto.

Nos últimos três meses, os EUA criaram uma média de 224 mil empregos, número não muito distante da média mensal de 228 mil vagas observada no primeiro semestre.

Ainda segundo o relatório, a parcela da população dos EUA que trabalha ou está procurando emprego caiu para 62,7% em setembro, de 62,8% no mês anterior, permanecendo perto do menor nível desde o final dos anos 1970. Quase 9,3 milhões de trabalhadores procuravam emprego no mês passado e outros 7,1 milhões estavam em vagas temporárias.

O salário médio por hora no país caiu US$ 0,01, para US$ 24,53. Na comparação anual, houve aumento de 2% nos salários.

Leia tudo sobre: EconomiaEstados UnidosRecuperaçãoEmpregoCrescimentoRelatórioEstudoíndicedesempregosetembro