Médico ugandense com ebola é levado para tratamento na Alemanha

Médico trabalhava em uma organização de ajuda humanitária italiana, que pediu ajuda a Berlim, através da OMS (Organização Mundial da Saúde), para o tratamento do doente

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um médico de uma organização de ajuda humanitária contaminado com o vírus do ebola chegou nesta sexta-feira (3) a Frankfurt vindo da África, em um avião ambulância e sob rígidas condições de isolamento, para ser tratado no Hospital Universitário da cidade.

A aeronave aterrissou em uma área do aeroporto devidamente isolada e o paciente foi imediatamente levado até o centro médico em um veículo especial.

Segundo informaram as autoridades do Estado de Land de Hesse, o paciente é um médico de Uganda que se contaminou em Serra Leoa.

Ele trabalhava em uma organização de ajuda humanitária italiana, que pediu ajuda a Berlim, através da OMS (Organização Mundial da Saúde), para o tratamento do doente.

Trata-se do segundo doente com o vírus que é levado para Alemanha para ser tratado. Um paciente já havia sido internado em um hospital de Hamburgo em agosto.

A epidemia de ebola na África já matou ao menos 3.300 pessoas na Libéria, Serra Leoa, Guiné, Senegal e Nigéria.

Leia tudo sobre: EbolaMédicoUgandaÁfricaSerra LeoaItáliaOMSDoençaVírusEpidemiaAlemanhaSaúdeTratamento