Djokovic bate Dimitrov e irá encarar Murray em Pequim

Número 1 do mundo derrotou o búlgaro Grigor Dimitrov, por 2 sets a 0

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Djoko comprovou que Wawrinka é seu freguês e venceu o 14º jogo em 16 partidas com o rival
Divulgação/US Open
Djoko comprovou que Wawrinka é seu freguês e venceu o 14º jogo em 16 partidas com o rival

Tetracampeão do Torneio de Pequim, Novak Djokovic se garantiu na semifinal desta edição do ATP 500 chinês ao bater o búlgaro Grigor Dimitrov por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4, nesta sexta-feira, quando ampliou para 22 vitórias a sua série invicta em confrontos realizados na competição asiática.

Com o triunfo, o tenista número 1 do mundo se credenciou para encarar neste sábado o britânico Andy Murray, sexto cabeça de chave, que neste dia de confrontos superou o croata Marin Cilic por 2 sets a 0, com 6/1 e 6/4.

Este será 22º duelo entre Djokovic e Murray, sendo que o sérvio ganhou 13 destas partidas e levou a melhor nas duas últimas, ambas realizadas neste ano, no qual o escocês foi derrotado pelo rival nas quartas de final do Masters 1000 de Miami e do US Open.

Para assegurar novo embate com o britânico, Djokovic precisou jogar uma hora e 30 minutos nesta sexta diante do atual décimo colocado do ranking mundial. Com duas quebras de saque em duas chances e confirmando todos os seus serviços, o sérvio fechou o primeiro set em 6/2. Já na segunda parcial, bem mais equilibrada Dimitrov chegou a converter dois break points, mas o seu adversário aproveitou três de seis chances de quebra para aplicar o 6/4 que liquidou o confronto.

Murray, por sua vez, começou de maneira forte o jogo que travou com o surpreendente campeão do último US Open. Sem ter o saque quebrado, converteu três de nove break points para fazer 6/1 no primeiro set do duelo com Cilic. Já na segunda parcial, o britânico foi feliz em uma de duas oportunidades de quebra e, mais uma vez confirmando todos os seus serviços, garantiu o 6/4 que fechou a partida.

Outro tenista de expressão que garantiu vaga na semifinal em Pequim nesta sexta-feira foi o tcheco Tomas Berdych. Terceiro cabeça de chave, ele bateu o norte-americano John Isner por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/4, e agora espera pela definição do seu próximo adversário. Ele pegará o ganhador da partida entre o espanhol Rafael Nadal e o eslovaco Martin Klizan prevista para ser encerrada ainda nesta sexta-feira na China.