Lula diz que foi “trucidado”

iG Minas Gerais |

Diadema. No último dia permitido para a realização de comícios, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escolheu a cidade de Diadema, no Grande ABC (SP), reduto tradicional petista, para fazer duras críticas à imprensa e dizer que é vítima do ódio da elite. O petista afirmou ainda ter sido “trucidado” pela imprensa durante os oito anos em que esteve à frente do Palácio do Planalto.

“Não existe liberdade de imprensa. Existe uma doutrina de nove famílias que dominam a comunicação neste país, que determina quem é o inimigo, quem é bom e quem é ruim neste país, o que vai mostrar e o que não vai mostrar”, disse ele, em ato pela candidatura do candidato ao governo de São Paulo Alexandre Padilha.

Comparação. Em um discurso de cerca de 18 minutos dirigido à militância, Lula dedicou metade do tempo para criticar os meios de comunicação, que seriam, segundo ele, responsáveis por uma perseguição “descomunal” contra o PT. O ex-presidente citou dados do estudo feito por uma universidade do Estado do Rio de Janeiro que compara a tendência das manchetes e as chamadas dos principais veículos de comunicação do país – os jornais “Folha de S.Paulo”, “Estadão” e “O Globo”, além do “Jornal Nacional”, da TV Globo – de reportagens positivas e negativas sobre os três principais candidatos à Presidência, Dilma, Marina e Aécio Neves.

Segundo os dados de Lula, os veículos publicaram mais reportagens negativas contra Dilma e positivas sobre Marina. “Estou contando isso para que as pessoas saibam que a perseguição ao PT é descomunal”, disse o perista.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave