A voz da Massa

iG Minas Gerais |

Saudações alvinegras! Pra ser sincero, eu acho que o Galo merecia um resultado melhor diante do Corinthians anteontem. Para mim, o resultado não refletiu o que foi a partida, e o revés de 2 a 0 ficou muito pesado para o nosso time. Considero que o Galo fez um bom jogo: trabalhou bem a posse da bola, dominou na maior parte do tempo, teve as melhores oportunidades. Mas parece que a bola teimou em não entrar. E os mesmos 2 a 0 deles poderiam perfeitamente ter sido do Galo. O que aconteceu foi que, nas duas vezes em que o time paulista chegou até a nossa área, acabou fazendo os gols, sendo, aliás, o segundo escandalosamente roubado. Mas, apesar de tudo, eu tenho plena convicção de que ainda está tudo em aberto. Pelo que vi naquele jogo, o Galo tem absoluta condição de inverter o placar e conquistar a classificação no Mineirão. EU ACREDITO!!!

A voz Celeste

Saudações celestes, nação azul. Depois de uma vitória difícil sobre o ABC com uma equipe alternativa, o maior de Minas volta suas atenções para mais uma decisão no Campeonato Brasileiro. É dever de todo cruzeirense apaixonado focar essa partida, afinal, 11 entram em campo e se entregam de corpo; outros milhões jogam com a alma, com o coração; e os que vão lotar a Toca 3 terão a missão de cantar para a Pampulha tremer. Que esteja de volta no Mineirão aquele espírito celeste e guerreiro dos campeões da Libertadores de 76. Quem não se lembra ou nunca ouviu falar da incrível batalha que terminou com o placar de 5 a 4 para o Cruzeiro naquele ano? Torcemos por uma releitura do maior jogo de futebol que o Mineirão já viu, e que a história se repita a nosso favor. Os olhos de todo o Brasil estarão voltados para essa decisão antecipada, digna de grandes confrontos.

Avacoelhada

Não foram só seis pontos perdidos. O impacto emocional devido à possibilidade de perder até 21 provocou queda de rendimento do time, troca de treinador e insatisfação da torcida americana. A recuperação dos 15 pontos causou alívio, porque o time fica mais distante da Série C, mas descontentamento pelo afastamento do G-4. Com 34 pontos, na 27ª rodada, as chances de conquistar o acesso diminuíram. Dentro de campo, mesmo sem apresentar futebol de alto desempenho, ainda assim o Coelhão demonstrou condições de, no mínimo, garantir a presença no G-4. Venceu quatro adversários entre os seis primeiros colocados: Ponte Preta, Joinville, Ceará e Boa. A falha administrativa prejudicou a continuidade do trabalho realizado pelo coordenador técnico Flávio Lopes. A luta continua: conquistar a vitória contra o Atlético-GO. Encontro no Espetinho do Marquinho. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave