Brasil sofre, mas vence Holanda de virada no Mundial

Diante de uma Holanda em fase de ascensão, as brasileiras vacilaram no set inicial; vitória sobre Rússia pode garantir seleção na próxima fase

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Brasil passou susto, mas conseguiu passar
FIVB/Divulgação
Brasil passou susto, mas conseguiu passar

A seleção brasileira feminina de vôlei levou um susto nesta quinta-feira em sua sétima partida no Mundial disputado na Itália. Diante de uma Holanda em fase de ascensão, as brasileiras vacilaram no set inicial e precisaram mostrar poder de recuperação para vencer de virada, pelo placar de 3 sets a 1, com parciais de 23/25, 25/20, 25/16 e 25/16, em Verona.

O triunfo deixou o time do técnico José Roberto Guimarães muito perto da vaga na próxima fase da competição. Ainda invicto, com sete vitórias em sete jogos, o Brasil ocupa o segundo lugar da chave, com 14 pontos, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam 15. Para garantir a classificação, as brasileiras precisam vencer a rival Rússia, no sábado.

Embalada pela série invicta, a seleção brasileira começou o jogo em grande ritmo e abriu 8/2 com tranquilidade. Parecia o início de um duelo fácil, afinal o Brasil nunca perdera da Holanda em Mundiais. Mas a equipe europeia passou a crescer gradualmente no set inicial. Encostou no placar e sacramentou a virada ao fazer 20/19.

Depois da vacilada, o Brasil fez disputada renhida ponto a ponto até o final da parcial, mas não conseguiu parar a motivada Holanda. A reação no início diante das favoritas sugeria nova motivação às holandesas. Mas não foi o que aconteceu no segundo set. As brasileiras iniciaram a parcial com novo 8/2 no placar.

Mas, desta vez, elas pararam as rivais antes de sofrer a virada. E, para garantir o empate, Zé Roberto trocou Sheilla e Dani Lins por Fabíola e Tandara. As mudanças surtiram efeito e o Brasil fechou o set, igualando a partida - o Brasil entrara em quadra com Dani Lins, Sheilla, Fê Garay, Jaqueline, Fabiana e Thaísa, além da líbero Camila Brait.

Com a nova configuração, o Brasil manteve a ponta no início do terceiro set. Abriu 10/04 e depois 16/08 e encaminhou a virada no placar com facilidade. O quarto seguiu o mesmo roteiro, diante das holandesas já abatidas com a reação brasileira. Cometendo menos erros, o Brasil fechou em 25/16 e garantiu o triunfo.

Mais cedo nesta quinta, as russas foram surpreendidas pela Turquia por 3 sets a 2 e perderam a chance de encostar nas brasileiras na chave. Agora elas ocupam o quarto lugar, com 10 pontos, atrás da Sérvia, que tem 11.

Leia tudo sobre: brasilcampeonato mundialvitóriaholandavôleiverona