Advogado do Fluminense já havia ajudado o Tupi no STJD

Mário Bittencourt ajudou o América a conseguir no Tribunal a recuperação de 15 pontos

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

Depois de evitar a queda do Fluminense para a Série B do Campeonato Brasileiro e ajudar a garantir a vaga do Tupi de Juiz de fora na fase de quartas de final da Série D, o advogado Mário Bittencourt voltou a ser destaque em um julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Desta vez, ele conseguiu convencer os auditores do STJD de que o América deveria perder apenas os pontos referentes ao jogo em que o lateral-esquerdo Eduardo atuou pela Série B.

Com o resultado, o América deixou a lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro e subiu para o décimo lugar na tabela de classificação da competição, com 34 pontos. No fim do ano passado, Mário Bittencourt ganhou projeção nacional no caso envolvendo o jogo entre Portuguesa e Flamengo que escalaram jogadores de forma irregular. O advogado conseguiu que os clubes perdessem os pontos, o que acabou beneficiando o Fluminense e evitou que a equipe carioca fosse rebaixada para a Série B.

Também em 2013, Mário Bittencourt defendeu o Tupi no caso envolvendo a invasão de campo pelo massagista do Aparecidense-GO para evitar um gol da equipe mineira. Ele conseguiu junto aos auditores do STJD a exclusão do clube goiano da competição e garantiu a classificação do Galo Carijó para a fase de quartas de final da Série D. Depois, os mineiros conseguiram o acesso para a Série C.

Leia tudo sobre: Mário BittencourtAméricaSTJDjulgamento. FlamengoFluminenseAparecidenseTupi