Líderes do Grupo C, Zenit e Monaco ficam no 0 a 0 na Rússia

Resultado manteve as duas equipes empatadas no topo da chave, ambas com quatro pontos ganhos na tabela de classificação

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Zenit terá pela frente o Bayer Leverkusen, na Alemanha, no próximo dia 22
FACEBOOK/PÁGINA OFICIAL/REPRODUÇÃO
Zenit terá pela frente o Bayer Leverkusen, na Alemanha, no próximo dia 22

Zenit e Monaco não conseguiram sair do 0 a 0, nesta quarta-feira em São Petersburgo, na Rússia, em jogo válido pelo Grupo C da Liga dos Campeões da Europa. O resultado manteve as duas equipes empatadas na lideranças, ambas com quatro pontos ganhos, enquanto Bayer Leverkusen e Benfica completarão a segunda rodada desta chave ainda nesta quarta, a partir das 15h45 (de Alemanha) na Alemanha, em busca dos primeiros pontos na competição.

Defendido pelo atacante Hulk, o Zenit havia estreado com uma boa vitória por 2 a 0 sobre o Benfica, em Portugal, mas desta vez não conseguiu aproveitar o fator campo para voltar a somar mais três pontos no torneio. Já o Monaco superou o Bayer Leverkusen por 1 a 0 em seu primeiro jogo na fase de grupos, na França, e agora arrancou um empate em solo russo.

Na terceira rodada do Grupo C, o Zenit terá pela frente o Bayer Leverkusen, na Alemanha, no próximo dia 22, quando o Monaco pegará o Benfica, em solo francês. Pelo saldo de gols, a equipe russa hoje exibe vantagem sobre os franceses na liderança, mas o primeiro critério de desempate nesta fase da competição é o confronto direto.

Além de Hulk, que não conseguiu ter sucesso diante da defesa francesa, o lateral-direito Fabinho, do Monaco, foi o outro brasileiro a atuar nesta quarta-feira no confronto em solo russo.

Sob uma temperatura média de 8ºC, segundo o site oficial da Uefa informou nesta quarta, Zenit e Monaco fizeram uma partida morna e com poucas emoções. Em uma das poucas investidas do ataque do time russo, Hulk chegou a colocar Rondón em ótimas condições de marcar, no início da etapa final, mas o venezuelano chutou mal e parou na defesa de Subasic. Já em outro lance, também no segundo tempo, Hulk bateu escanteio para Lombaerts cabecear da pequena área, mas parar também no goleiro da equipe francesa.

Fabinho, por sua vez, chegou a levar cartão amarelo aos 36 minutos desta etapa final ao cometer falta dura sobre Hulk, que foi parado pelo seu compatriota após realizar boa jogada individual, na qual passou por três adversários. Na cobrança da falta, Kherzakov chutou na barreira e, no rebote, finalizou por cima do gol.

Leia tudo sobre: futebol internacionalliga dos campeõeszenitmonaco