Pelo menos 52 jihadistas do Estado Islâmico foram mortos

Dezessete extremistas morreram terça-feira à noite (30), quando forças do EI atacaram a região de Al Yabur, ao sul da cidade de Al Deluiya, na província de Saladino, enfrentaram policiais e milícias tribais durante mais de duas horas

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Pelo menos 52 jihadistas da organização extremista Estado Islâmico (EI) e sete milicianos tribais morreram nas últimas horas no Iraque, em confrontos e bombardeios aéreos no norte de Bagdá.

Dezessete extremistas morreram terça-feira à noite (30), quando forças do EI atacaram a região de Al Yabur, ao sul da cidade de Al Deluiya, na província de Saladino, enfrentaram policiais e milícias tribais durante mais de duas horas. Entre os jihadistas mortos, havia um homem-bomba que transportava um cinto de explosivos.

Uma coligação internacional, liderada pelos Estados Unidos, apoia as autoridades iraquianas na luta que trava contra o EI desde junho, por meio de bombardeios contra posições dos extremistas no Iraque e na Síria.

Leia tudo sobre: Estado IslâmicoEIjihadistasIraqueMundoConfrontoMortosEstados UnidosAtaques