Borges quer voltar a jogar e lamenta lesões: 'Soldado ferido'

Atacante garante que não se abalou com a 'má sorte' e pensa que ainda tem tempo de brilhar nesta temporada

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Atacante Borges não poderá aproveitar a intertemporada para aprimorar a forma física
Cruzeiro/Divulgação
Atacante Borges não poderá aproveitar a intertemporada para aprimorar a forma física

O atacante Borges vive a expectativa de retornar a um jogo do Cruzeiro depois de mais de três meses, período em que conviveu com uma lesão grave na coxa esquerda. O centroavante, por conta de sua permanência no departamento médico, participou de apenas 15 jogos, dos 57 que o Cruzeiro realizou na temporada. E o baixo aproveitamento do camisa 9 por problemas musculares deixaram o jogador bastante incomodado neste ano.

Em duas oportunidades na temporada o camisa 9 ficou fora do time, no Campeonato Mineiro, quando lesionou a coxa direita e parou por 25 dias, e no Brasileiro, quando problemas na coxa esquerda deixaram o avante ausente da 10ª a 22ª rodada do Brasileirão.

“Tem sido um momento muito difícil, até costumo brincar com meus companheiros, porque desde a conquista do título brasileiro no ano passado, procurei me preparar de forma diferente nas minhas férias. Fiz um grande início de pré-temporada, em janeiro, e, infelizmente, na segunda partida (contra a Caldense, no Campeonato Mineiro), sofri uma lesão que nunca havia sofrido na carreira. Aí, demora para entrar no ritmo, a gente joga contra o Flamengo, consegue uma grande vitória, vai para as férias, volta para a intertemporada e machuca novamente na outra perna como nunca machucou”, lamentou.

Borges atuou em apenas 26% dos compromissos do Cruzeiro em 2014 e, antes de entrar nos minutos finais do clássico com o Atlético, o último jogo do atacante havia sido contra o Flamengo, na 9ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“Foram duas lesões que nunca tive, você planeja fazer o melhor ano, mas as coisas acontecem. Nunca foi fácil, o soldado ficou ferido, mas não abatido, não vou falar que é o pior ano da minha carreira porque ainda tem mais tempo”, lamenta.

Para tentar recuperar o tempo perdido, uma vez que passou mais tempo no departamento médico do que em campo, o jogador quer jogar, mesmo se não for titular, contra o ABC-RN, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, às 19h30, no Mineirão.

“Infelizmente aconteceu comigo na perna direita e esquerda, lesões que nunca tinha sofrido na carreira. Já parei para perguntar várias vezes, mas quanto maior a luta, maior a vitória. Cheguei aqui em 2012, ano muito difícil, 2013 fomos campeões, agora de novo podemos ser campeões do Brasileirão e da Copa do Brasil. Meu objetivo agora não é voltar a ser titular, é voltar a ajudar o time”, garantiu.

Com fama de goleador, Borges fez apenas dois gols em 2014. Na vitória por 3 a 2 diante do Coritiba, na 5ª rodada do Brasileiro, e na vitória por 3 a 0 sobre o Flamengo, na nona rodada.  

Leia tudo sobre: cruzeiroraposaborgesfutebolatacante