Chegou a hora de ir mais longe

Galo busca eliminar o Timão para manter o sonho de chegar a uma inédita final do torneio nacional

iG Minas Gerais | Fernando Almeida e Thiago Prata |

Recuperado. Luan treina na véspera do jogo, é relacionado e deve ser titular contra o Corinthians
RICARDO MALLACO / O TEMPO
Recuperado. Luan treina na véspera do jogo, é relacionado e deve ser titular contra o Corinthians

Nunca desistir, insistir sempre para deixar o passado de insucessos apenas como aprendizados valorosos e chegar a um título inédito. Calejado como o clube que mais disputou a Copa do Brasil, ao lado do Vitória, o Atlético inicia hoje o embate com o Corinthians por uma vaga na semifinal, fase mais longe à qual o Galo já chegou no torneio nacional disputado em mata-mata. O duelo será às 22h no estádio Itaquerão.

O confronto será mais uma chance para o técnico Levir Culpi atingir uma semifinal com o Atlético, fato alcançado em 2002, quando a equipe alvinegra foi eliminada pelo Brasiliense de Péricles Chamusca. Curiosamente, dois anos antes, Levir estava no comando do São Paulo, que impediu o Atlético de chegar a uma final inédita da Copa do Brasil.

O discurso do elenco na Cidade do Galo é aproveitar a experiência adquirida nos últimos anos em torneios eliminatórios – principalmente com a Libertadores 2013 – para não deixar escapar a oportunidade de fazer história novamente no Atlético.

“Nos acostumamos a disputar competições de mata-mata; resultado fora de casa é muito importante. Esperamos fazer um grande jogo em São Paulo e trazer um grande placar para BH”, disse o capitão Leonardo Silva.

Os jogadores levam também em consideração o fator de revanche construído em torno do jogo, já que a última derrota do Galo na temporada foi exatamente contra o Corinthians, também no Itaquerão. O destaque atleticano Diego Tardelli ressalta que tudo já está moldado para que os erros do revés pelo Brasileirão não sejam repetidos.

“A gente vinha jogando bem fora de casa. Aquele jogo a gente não merecia ter perdido. O time controlou a partida, mas perdeu. Depois daquilo, a gente voltou a vencer. Agora jogaremos uma competição diferente, não podemos tomar gols, e, se fizermos, muda tudo. A gente se preparou bem para enfrentar o Corinthians”, afirmou o camisa 9.

“É aproveitar o nosso momento, que é bom. E o Corinthians não vem tão bem, mas sempre é complicado. Momento de muita confiança, que continuemos assim”, completou Tardelli.

Ausências. Apesar de estarem recuperados de lesões, o meia-atacante Marion e o centroavante Jô não viajaram com a delegação alvinegra na noite de ontem para São Paulo. O camisa 7 havia se recuperado de um problema no joelho esquerdo, enquanto o velocista está livre de uma lesão no joelho direito. Também recuperados, Luan e Dátolo entraram na lista de relacionados.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave