Dilma: “presidente não pode mentir”

iG Minas Gerais |

Rio de Janeiro. A presidente Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição, subiu o tom nos ataques à adversária Marina Silva, do PSB, sobre as votações da então senadora na questão da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Após evento no Rio de Janeiro, Dilma disse que um presidente “não pode mentir”.

“Errar é humano, pode até se confundir, mas não pode mentir. Um presidente não pode mentir. Isso é desvio de caráter”, disse.

As acusações de Dilma Rousseff sobre Marina Silva tratam da aprovação da lei que regulamentou o imposto após o processo de discussão em plenário durante o governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Na época, Marina votou, em mais de uma ocasião, contra a criação do imposto, seguindo o posicionamento da bancada do PT.

Durante o debate entre os presidenciáveis na Band, Marina usou a votação da CPMF no Congresso para falar de sua atuação no Senado e disse: “ainda que meu partido (PT)fosse contra”. No horário eleitoral, a campanha de Dilma elaborou uma peça em que diz que Marina “mente”. A campanha de Marina diz que o PT “distorce a realidade”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave