Kirchner diz que, se algo acontecer a ela, deve-se olhar para o Norte

Presidente da Argentina faz referência a e-mails que ela recebeu recentemente, em que a ameaçavam por ser amiga do papa Francisco

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Cristina Kirchner diz que, se acontecer algo com ela, deve-se
Alvaro Barrientos/associated press - 01.12.2009
Cristina Kirchner diz que, se acontecer algo com ela, deve-se "olhar para o Norte"

Em um discurso para falar mais sobre temas econômicos, a presidente Cristina Kirchner afirmou que se acontecer algo com ela, "olhem para o Norte e não para o Oriente". Ela fazia referências a e-mails que ela recebeu recentemente, em que a ameaçavam por ser amiga do papa Francisco.

Cristina Kirchner também falou sobre um documento publicado pelos EUA em que alertam para que os norte-americanos tenham cuidado ao viajar para a Argentina. Segundo a presidente, o Departamento de Estado americano publica alertas como esse frequentemente, até mesmo sobre a Suécia, onde, afirmou, há nazistas.

Ainda fez referências a Kevin Sullivan, um diplomata dos EUA que foi convocado pelo ministro das Relações Exteriores da Argentina, Hector Timerman. O governo argentino se incomodou com uma entrevista que Sullivan deu ao jornal "Clarín", em que dizia que o país deveria acertar sua dívida.

Em seu discurso, Cristina afirmou que não iria mandá-lo embora porque já sabe quem é o conspirador e, se os EUA o trocam, ela não saberia quem seriam os novos conspiradores. Ela ainda criticou jornais, rádios e TVs por dizer que o peso vai ser desvalorizado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave