Soares perde nas duplas e Murray avança em Pequim

O mineiro e a sua dupla, o austríaco Alexander Peya foram eliminados ao perderem para os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, por 2 sets a 1

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

RJ - TÊNIS/RIO OPEN - ESPORTES - O brasileiro Bruno Soares (E), em dupla com o austrí­aco Alexander Peya, durante a partida   contra o francês Jeremy Chardy e o checo Lukas Dlouhy, pelo Rio Open, no Jockey Club   Brasileiro, na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira.   20/02/2014 - Foto: NÉSTOR J. BEREMBLUM/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
ESTADÃO CONTEÚDO
RJ - TÊNIS/RIO OPEN - ESPORTES - O brasileiro Bruno Soares (E), em dupla com o austrí­aco Alexander Peya, durante a partida contra o francês Jeremy Chardy e o checo Lukas Dlouhy, pelo Rio Open, no Jockey Club Brasileiro, na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira. 20/02/2014 - Foto: NÉSTOR J. BEREMBLUM/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O brasileiro Bruno Soares não passou da sua partida de estreia na chave de duplas do Torneio de Pequim, ATP 500 disputado sob piso rápido. Nesta terça-feira, o mineiro e o austríaco Alexander Peya foram eliminados ao perderem para os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 4/6 e 10/7, em 1 hora e 13 minutos.

A derrota desta terça-feira confirmou a dificuldade de Soares e Peya para superarem os colombianos. Afinal, este foi o quarto confronto entre as duplas nesta temporada e Cabal e Farah só foram batidos no primeiro, em Auckland. Depois, os sul-americanos venceram Soares e Peya no Rio Open e no Masters 1000 de Miami. Agora, então, obtiveram a terceira vitória consecutiva.

Dessa vez, as duplas fizeram um primeiro set com quatro quebras de serviço no primeiro set, sendo três favoráveis a Cabal e Farah, que assim fizeram 6/3. No segundo set, Soares e Peya se recuperaram, salvaram quatro break points e converteram o único que tiveram para vencer por 6/4.

No match tie-break, porém, Cabal e Farah colocaram sempre o primeiro serviço em quadra e venceram os nove pontos disputados dessa forma. Além disso, ganharam um no saque de Soares e Peya e venceram por 10/7, avançando em Pequim diante da dupla cabeça de chave número 2.

Pela chave de simples, o britânico Andy Murray sofreu, mas conseguiu vencer na sua partida de estreia na China. De virada, o número 11 do mundo derrotou o polonês Jerzy Janowicz, 36º colocado no ranking, por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (9/11), 6/4 e 6/2, em 2 horas e 28 minutos.

Murray converteu seis de 11 break points na partida, o que foi suficiente para vencer, mesmo que tenha perdido o seu saque três vezes. Além disso, o britânico fez sete aces, dois a mais do que o seu adversário, e cometeu quatro duplas faltas, cinco a menos do que o escocês, que entrou em quadra embalado pelo título do Torneio de Shenzhen, no último fim de semana.

Na segunda rodada, Murray, que luta por uma vaga no ATP Finals, vai enfrentar o uruguaio Pablo Cuevas, número 35 do mundo e que venceu o casaque Mikhail Kukushkin por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/3), 3/6 e 6/4. Murray lidera o confronto direto por 1 a 0 com o triunfo na edição de 2007 do US Open.

O letão Ernests Gulbis, número 13 do mundo, também avançou na sua estreia ao derrotar o italiano Fabio Fognini, 18º colocado no ranking, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4. Gulbis agora medirá forças com o eslovaco Martin Klizan, número 56 do mundo e que venceu o argentino Leonardo Mayer, 25º colocado no ranking, por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/2), 6/7 (3/7) e 6/4.