Galo tem bloqueadas cotas da TV de transmissão de jogos

Segundo juiz, Atlético não cumpriu parte do acordo de parcelamento da conta com o Governo Federal

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O Atlético sofreu um novo baque nos bastidores, por conta das dívidas. O juiz André Gonçalves informou que o clube mineiro não cumpriu com parte do acordo com o Governo Federal e, devido a esse fato, teve bloqueadas suas cotas de TV.

Procurado pela reportagem do SuperFC, o departamento jurídico do Galo não quis dar detalhes sobre o assunto, mas disse que a situação está sendo resolvida.

Atualmente, o Atlético recebe R$ 45 milhões da Rede Globo, que detém os direitos de transmissão. O valor será R$ 60 milhões de 2016 a 2018.

Segundo André Gonçalves, o Galo não cumpriu com o acordo quanto parcelamento da conta com o Governo Federal.

“A exequente manifestou-se a fls. 1839, aduzindo que o pedido de parcelamento do executado foi "indeferido pelo sistema, em razão da ausência de pagamento da primeira parcela (tela anexa). Informa, também, que o requerimento administrativo de fls. 1699/1701 foi indeferido, por manifesta contrariedade à legislação de regência do parcelamento, conforme cópia da decisão em anexo”, dizia um trecho da sentença.

O diretor de planejamento alvinegro Rodolfo Gropen não foi encontrado pela reportagem para comentar o assunto.

Leia tudo sobre: AtleticoGalo