Williams exibe otimismo para seguir em terceiro lugar na F1

Com 187 pontos e nove de vantagem para a Ferrari, a equipe inglesa se mantém como terceira colocada no Mundial de Construtores

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Felipe Massa terminou uma corrida fora da zona de pontuação pela segunda vez seguida
PÁGINA OFICIAL/FACEBOOK/DIVULGAÇÃO
Felipe Massa terminou uma corrida fora da zona de pontuação pela segunda vez seguida

Na luta pelo terceiro lugar no Mundial de Construtores, a Williams exibe otimismo para as cinco provas finais da temporada 2014 da Fórmula 1, começando pelo GP do Japão, que será disputado no próximo domingo no circuito de Suzuka. O engenheiro-chefe da equipe inglesa, Rob Smedley, avaliou que as características das próximas pistas são favoráveis para Williams e, por isso, acredita que pode conquistar bons resultados.

"Estamos indo para o Japão em uma ótima condição. Na Rússia, eu acho que os compostos são razoavelmente conservadores, creio que isso vai nos colocar em um lugar muito bom. Estamos indo para pistas em que o efeito da potência é muito maior, são pistas sensíveis ao arrasto, por isso estamos muito, muito otimistas", disse o engenheiro, em entrevista ao site da revista inglesa Autosport.

Smedley lembrou que a Williams esperava encontrar dificuldades no GP de Cingapura, mas graças ao êxito de Felipe Massa na gestão dos pneus minimizou as dificuldades do carro da equipe e permitiu que o brasileiro terminasse a prova na quinta colocação somando pontos importantes para a sequência do campeonato.

"Estamos muito, muito próximos do ideal em relação à administração dos pneus. Eu acho que a administração dos pneus em Cingapura nos ajudou imensamente. Você viu um grande exemplo de como Felipe e Valtteri (Bottas) - mesmo com a quebra do carro - conseguiram gerir os pneus", afirmou.

Após um desempenho desastroso em 2013, quando ficou apenas na nona colocação no Mundial de Construtores, a Williams deu a volta por cima na atual temporada, subiu ao pódio três vezes, sendo duas com Bottas e uma com Massa. A equipe está em terceiro lugar no campeonato, com 187 pontos e nove de vantagem para a Ferrari. Assim, sustentar essa posição é a sua meta para as últimas cinco corridas deste ano.