Patrícia Moreira e mais três gremistas são indiciados por injúria raci

Nesta terça, a Polícia Civil vai remeter o inquérito da investigação a Justiça do Rio Grande do Sul

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

ESPORTES - RACISMO - 29.08.2014
Torcedora gremista e flagrada chamando o goleiro Aranha de
Reprodução / Facebook
ESPORTES - RACISMO - 29.08.2014 Torcedora gremista e flagrada chamando o goleiro Aranha de " macaco " durante partida entre Gremio x Santos , nesta quinta-feira (28) . FOTO : Reproducao / Facebook

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul indiciou a auxiliar de odontologia, Patrícia Moreira, e mais três torcedores do Grêmio pelas injúrias raciais proferidas contra o goleiro Aranha durante uma partida entre o time gaúcho e o Santos, no dia 28 de agosto, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O inquérito da investigação será repassado à Justiça, nesta terça-feira.

Além de Patrícia, Éder Braga, Rodrigo Rychter e Fernando Ascal terão que responder criminalmente pelo ato, sendo que Ascal também vai à Justiça sob acusação de furto, por ter sido flagrado levando um boné de um segurança na mesma partida.

Mesmo com o inquérito entregue, a Polícia Civil  pretende continuar investigando o caso, para tentar identificar mais quatro pessoas flagrados por câmeras de TV e do estádio xingando o goleiro Aranha.

Com o incidente, o Grêmio foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com a exclusão da Copa do Brasil e com uma multa de R$50 mil.