Japão suspende operações de resgate por risco de nova erupção

Até o momento, a polícia confirmou a morte de 12 pessoas em decorrência da erupção do vulcão no sábado (27); sessenta e nove pessoas ficaram feridas

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

As operações para resgatar 24 pessoas que tiveram parada cardíaca e respiratória e estão perto do cume do vulcão que fica no Monte Ontake, na Região Central do Japão, voltaram a ser suspensas nesta terça-feira (30) devido ao risco de novas erupções. Cerca de 800 homens da polícia, dos bombeiros e do Exército estão envolvidos nas operações de resgate

Até o momento, a polícia confirmou a morte de 12 pessoas em decorrência da erupção do vulcão no sábado (27). Sessenta e nove pessoas ficaram feridas.

O vulcão – segundo maior do país, com 3.067 metros de altura – começou a expelir fumaça, cinzas e rochas na madrugada de sábado. Centenas de pessoas faziam caminhada perto do vulcão no momento da erupção, mas a maioria conseguiu deixar a área ou foi retirada com a ajuda de helicópteros militares.

A última grande erupção do Monte Ontake ocorreu em 1979, quando mais de 200 mil toneladas de cinzas foram expelidas, de acordo com estimativas das autoridades do país.

Leia tudo sobre: VulcãoJapãoDesastreMundoMortosFeridosErupçãoMonte Ontakeoperações de resgategases tóxicosrisco