‘Vítima do seu próprio sucesso’

A reportagem faz uma apresentação da disputa entre as duas ex-ministras do governo de Luiz Inácio Lula da Silva e ressalta suas diferenças

iG Minas Gerais |


Diretor do Banco Central Carlos Hamilton é a favor da autonomia
Marcello Casal Jr
Diretor do Banco Central Carlos Hamilton é a favor da autonomia

São Paulo. O jornal britânico “Financial Times” publicou nesta segunda reportagem sobre as eleições presidenciais no Brasil. O texto destaca a disputa acirrada entre duas candidatas “com histórias de vida admiráveis”: Dilma Rousseff e Marina Silva.  

O jornal diz que a recente insatisfação popular com o governo do PT mostra que o partido pode ser “vítima de seu próprio sucesso” e ressalta a “preocupação legítima” com a governabilidade de um eventual governo do PSB.

O texto diz que, apesar dos protestos populares e dos problemas econômicos, Dilma vai para o segundo turno, mas Marina aparece como “uma séria rival”.

A reportagem faz uma apresentação da disputa entre as duas ex-ministras do governo de Luiz Inácio Lula da Silva e ressalta suas diferenças. Sobre Dilma, o jornal destaca a perda de popularidade da presidente da República no período anterior à Copa do Mundo, quando protestos populares lotaram as ruas das cidades brasileiras. Além disso, o texto chama a atenção para as denúncias de corrupção, como a que envolve a estatal Petrobras.

Sobre Marina, a reportagem ressalta a promessa de um choque na gestão econômica e adoção de medidas mais favoráveis ao mercado, como controle de inflação e maior rigor com as contas públicas.

A reportagem dá como certa a realização do segundo turno entre as duas candidatas e diz que o grande desafio de Marina Silva será atrair a classe média baixa e os pobres.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave