Auxiliar mineiro foi o destaque negativo da rodada do Brasileirão

Ricardo Marques Ribeiro não viu um gol legítimo do Goiás, que acabou derrotada pelo Peixe por 2 a 0

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Ricardo Marques Ribeiro não viu gol legítimo do Goiás sobre o Peixe
BAHIA/SITE OFICIAL/DIVULGAÇÃO
Ricardo Marques Ribeiro não viu gol legítimo do Goiás sobre o Peixe

Mais uma rodada do Brasileiro, mais polêmicas. As atuações da arbitragem continuam dando o que falar. Desta vez, o destaque negativo da rodada ficou por conta da atuação do árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro. Ele não foi o juiz principal do confronto entre Santos e Goiás, duelo realizado neste domingo, no Pacaembu, mas teve interferência direta no resultado da partida, vencida pelo Peixe por 2 a 0.

Quando o placar já apontava o triunfo santista por dois gols de frente, Esquerdinha arriscou um forte chute de fora da área. A bola bateu no travessão, caiu quase meio metro depois da linha do gol e saiu. Na sequência, o volante David completou para o fundo das redes, mas a jogada já estava paralisada. O impedimento foi marcado.

O grande erro de Héber Roberto Lopes não foi a marcação da infração, mas sim ter confiado na orientação do auxiliar mineiro. No lance, até certo ponto fácil, o tento não foi visto por Ricardo Marques, que mesmo bem posicionado, informou incrivelmente que a bola chutada não ultrapassou a linha do gol. Desta maneira, a jogada seguiu e o impedimento no lance seguinte foi marcado. 

A decisão gerou revolta por parte dos jogadores esmeraldinos. Atrás no marcador, o gol poderia dar um novo ânimo à equipe goiana, que ocupa apenas a 13ª posição na tabela, com 30 pontos conquistados. Já o Santos, com o triunfo, chegou aos 36 pontos, e é o oitavo colocado na tabela de classificação.