Jô elogia Carlos, admite desvantagem atual e quer recuperar seu espaço

Centroavante espera voltar a balançar as redes para tentar retomar vaga perdida para jovem formado no clube

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Jô pode começar o duelo diante do Inter no banco de reservas
BRUNO CANTINI/DIVULGAÇÃO/ATLÉTICO
Jô pode começar o duelo diante do Inter no banco de reservas

Apesar da má fase atual, Jô nunca deixou o pensamento otimista de lado. Com 20 partidas seguidas sem anotar um gol, o atacante do Atlético mantém o discurso de tranquilidade e trabalho contínuo para recuperar seu espaço na equipe. A lesão sofrida que o tirou das últimas três partidas deixou o avante repensando este seu momento, e não resta a Jô outra alternativa senão elogiar o concorrente Carlos e admitir mais uma vez que precisa melhorar.

“Sou mais um jogador para ajudar o Atlético. Não existe titular ou reserva. Temos de trabalhar mais, recuperar o espaço. Estou correndo atrás, pois tem jogadores que vivem um momento melhor que o meu”, disse Jô, que fez questão de enaltecer Carlos.

“É uma concorrência saudável. Não tem de ter a vaidade. Ele (Carlos) vive um momento incrível. A gente já tinha uma boa expectativa dele e ele mostrou do que é capaz. É o grupo, quem entra está pronto para fazer boas partidas”, afirmou.

Fora dos triunfos contra Cruzeiro, Santos e Vitória em recuperação de um estiramento no ligamento colateral do joelho direito, Jô comentou sobre seus dias no departamento médico atleticano, ressaltando a crescente concorrência no grupo alvinegro com boa fase do Galo.

“É difícil; eu não gosto de parar, de ficar machucado. Mas isso acontece. Mas já está começando a esvaziar o DM. O trabalho deles (departamento médico) está sendo bom. Agora a concorrência é grande e todos têm de correr”, finalizou.

O camisa 7 deve voltar, pelo menos, ao banco de reservas contra o Corinthians nesta quarta-feira pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

Leia tudo sobre: AtleticoGaloJoCarlos