Sindicato recomenda que comércio não abra nos dias de eleição

Apesar de nenhuma lei determinar que os comerciantes fechem no dia, Sindilojas optou por não prejudicar o voto dos comerciários

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Com o objetivo de não prejudicar o voto dos comerciários no dia da eleição, no próximo domingo (5), o Sindicato dos Lojistas do Comércio de Belo Horizonte (Sindilojas-BH) recomendou que o comércio lojista não funcione no dia da eleição, conforme nota divulgada nesta segunda-feira (29).

Ainda conforme o sindicato, os dias destinados às eleições – 5 e 26 de outubro – não são considerados feriados pela legislação vigente, pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT). Com isso, a abertura do comércio nestas datas seris facultativa. 

O Sindilojas ainda deixou claro que o trabalho aos domingos é autorizado para o comércio em geral pela lei 10.101/00, que determina apenas que haja uma concessão de uma folga para compensar os dias trabalhados. 

Porém, considerando que vários comerciários vivem e votam em outras cidades da região metropolitana e que o trabalho nessas datas poderá dificultar o exercício do direito ao voto dos donos de comércios, o sindicato decidiu por recomendar que o comércio lojista de Belo Horizonte não funcione nos dias da eleição.