Sequestro em hotel de Brasília repercute na imprensa internacional

Sites de jornais com o argentino El Clarín e o italiano La Repubblica destacaram a tensão na capital brasileira

iG Minas Gerais | Da redação |

O italiano La Repubblica destacou o pedido de extradição de Battisti
Reprodução/Internet
O italiano La Repubblica destacou o pedido de extradição de Battisti

O caso do sequestrador que mantém um refém no Hotel Saint Peter, no centro de Brasília desde a manhã desta segunda-feira (29), repercutiu na imprensa internacional. "Faz refém em hotel e pede a extradição de Cesare Battisti", diz a chamada na capa do portal italiano La Repubblica, citando uma das exigências do criminoso, que ameaça detonar supostos explosivos caso não seja atendido.

Cesare Battisti foi condenado a prisão perpétua por quatro homicídios durante os anos de chumbo, na Itália, na década de 70. Battisti está no Brasil e teve o pedido de extradição negado pelo governo brasileiro. Entre as condições do sequestrador para soltar o refém estão a renúncia da presidente Dilma Rousseff e a aplicação prática da Lei da Ficha Limpa.

O argentino El Clarín também destaca o sequestro. "Tensão na capital brasileira", diz a chamada no site do jornal. O Huffington Post informa em sua manchete que o refém apareceu na sacada do hotel vestindo uma roupa com o que seriam bombas. "Polícia ainda não confirmou que há realmente explosivos dentro da vestimenta", diz a matéria do jornal.

"A polícia disse que as negociações estavam em curso e que o homem estava fazendo 'declarações políticas' ", diz a reportagem no site da BBC.

Polícia Civil, agentes da Polícia Militar e da Polícia Federal trabalham no caso. O sequestrador já foi vereador de uma cidade no interior do Tocantins.

O hotel onde o caso ocorre foi palco de uma polêmica, pois seria o local do emprego que garantiria o regime semiaberto ao ex- ministro José Dirceu, condenado no mensalão.

Leia tudo sobre: brasíliarefémhotelimprensainternacional