Jovem de 19 anos é suspeito de estuprar enteadas de 2 e 7 anos

Babá das crianças foi quem teria alertado a mãe delas sobre vermelhidão em ânus de bebê; suspeito alega que menina fantasiou crime

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Um jovem de 19 anos é acusado por sua companheira de ter estuprado as duas filhas dela, de 2 e 7 anos, após a babá das crianças perceber que a região anal da bebê estava muito vermelha e a menina contar à mãe que o homem a obrigou a fazer sexo oral. Os crimes teriam acontecido na casa da família, na rua Padre Ernane Siemetz, no bairro Parque das Torres, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, nesse domingo (28).

Segundo relato da mãe das vítimas à Polícia Militar (PM), a babá das meninas contou a ela que ao dar banho na bebê percebeu que ela sentia dores na região anal, que estava avermelhada. Isso deixou a mulher preocupada, já que até o horário que ela saiu para o trabalho e deixou as meninas com o companheiro D.S.L., 19, para que ele levasse as filhas dela até a babá, a criança não apresentava nenhum comportamento diferenciado.

Além disso, quando voltou do trabalho, a filha mais velha disse que o padrasto colocou a mão na vagina dela e a obrigou a fazer sexo oral nele. Com essa informação, a mulher acabou discutindo com o suspeito, que saiu da casa. 

A mulher chamou a PM, que foi abordada pelo homem na rua, já alegando que as acusações não eram verdadeiras e que a criança estaria fantasiando o abuso. O homem e a mulher foram encaminhados para delegacia e as crianças para um hospital, onde passaram por exames que não constataram penetração.

Leia tudo sobre: estupropadrastobabáenteadas