Jefferson sugere racha de time com diretoria do Botafogo

Goleiro afirmou que o atraso dos salários está influenciando no desempenho do time dentro de campo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Goleiro botafoguense não quer ilusão após título carioca
Fernando Soutello / Botafogo
Goleiro botafoguense não quer ilusão após título carioca

Após a derrota para o Grêmio, por 2 a 0, domingo, no Maracanã, o goleiro Jefferson, capitão e líder do Botafogo, voltou a garantir à torcida total dedicação do elenco para evitar o rebaixamento do time carioca. Ele, porém, sugeriu que o botafoguense não pode esperar o mesmo com relação à diretoria, que deve meses de salário a jogadores e funcionários.

"É difícil, estamos tentando. Sabemos que a situação do Botafogo não é boa. Não podemos baixar a guarda. Futebol é feito de cobrança, de tudo, e infelizmente estamos sozinho nessa, torcedores, jogadores e comissão técnica", disse Jefferson, em entrevista à Rádio Globo.

Titular da seleção brasileira de Dunga, Jefferson assegurou que os atletas farão o que estiver ao alcance deles para evitar a degola. "Os jogadores estão fazendo o que podem. Temos que assumir a responsabilidade, o que podemos fazer dentro de campo, estamos fazendo."

O técnico Vagner Mancini, logo em seguida, em entrevista coletiva, porém, negou um racha entre elenco e dirigentes. "A diretoria está presente sim. Wilson Gottardo está diariamente no clube e mantemos contato. Há desgaste natural em função de problemas nos pagamentos, mas estão todos dentro do vestiário. Neste momento, temos que contar com todas as forças."