Cruzeiro fica apenas no 0 a 0 com o Sport em Recife

Raposa segue líder com sobra, mas desperdiçou chance de se afastar ainda mais do Inter, que pode diminuir diferença neste domingo

iG Minas Gerais | Fabiano Fonseca |

PE - BRASILEIRÃO/SPORT X CRUZEIRO - ESPORTES - Lance da partida entre Sport e Cruzeiro, válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada na Arena   Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE), neste sábado (27).    27/09/2014 - Foto: ALDO CARNEIRO/ESTADÃO CONTEÚDO
ESTADÃO CONTEÚDO
PE - BRASILEIRÃO/SPORT X CRUZEIRO - ESPORTES - Lance da partida entre Sport e Cruzeiro, válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE), neste sábado (27). 27/09/2014 - Foto: ALDO CARNEIRO/ESTADÃO CONTEÚDO

A ideia era voltar para Belo Horizonte com seis pontos na bagagem. Mas neste sábado, na Arena Pernambuco, em Recife, o Cruzeiro esbarrou no Sport e em seus próprios erros, e empatou em 0 a 0, em duelo válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Agora com 53 pontos, a Raposa segue líder isolada da competição, mesmo correndo o risco de ver a diferença diminuir para o Inter, que joga hoje contra o Coritiba. E mesmo com uma partida de muitos erros, a equipe celeste volta para casa com importantes quatro pontos.

O jogo começou com o Cruzeiro tomando a iniciativa de ataque, principalmente pelo lado esquerdo, aproveitando o apoio de Egídio que se aproximava de Marquinhos, escalado na vaga do lesionado Alisson.

Pelo lado do Sport, o trio Felipe Azevedo, Diego Souza e Neto Baiano articulavam as principais jogadas da equipe pernambucana, mas sem muita produtividade. A primeira oportunidade da partida surgiu com Marquinhos, da Raposa, aos 11 min. Ele recebeu na entrada da área, mas bateu para fora, assustando o goleiro Magrão.

Aos poucos, o Leão do Bonfim conseguia articular boas jogadas e se soltar na partida. Em uma delas, aos 14 min, Diego Souza recebeu sozinho, mas chutou fraco, sem problemas para Fábio. Na medida que o tempo passava, as equipes começaram a errar muitos passes e foram poucas as oportunidades.

Somente na reta final do primeiro tempo, o Cruzeiro voltou a criar boas chances de marcar. A primeira delas foi com Nilton, que entrou no lugar de Henrique. Aos 40 min, o volante recebeu sozinho e bateu forte para grande defesa de Magrão. E já nos acréscimos, a Raposa teve duas grandes oportunidades com Ricardo Goulart. Egídio cruzou da esquerda, a bola atravessou toda a área e sobrou para Everton Ribeiro chutar para importante intervenção de Magrão. No rebote, Goulart bateu colocado, facilitando a defesa do goleiro. E em nova chance, aos 47 min, o vice-artilheiro da competição recebeu dentro da área, mas parou em grande defesa do arqueiro pernambucano.

Na volta do intervalo, o Cruzeiro tentou impor seu ritmo, trocando passes rápidos para chegar ao gol adversário. Valente, o Sport apertava a marcação e procurava sair em contra-ataques. Como o resultado não interessava a nenhuma das duas equipes, o segundo tempo começou aberto. No entanto, o duelo se arrastava sem grandes oportunidades para os dois lados. Melhor na partida, a Raposa encontrava poucos espaços, mas pecava nas finalizações de longa distância. No fim, o 0 a 0 acabou sendo justo, especialmente pelo fraco segundo tempo na Arena Pernambuco.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposalídersportempatesem golsarena pernambucobrasileirãosérie a