Ex-senador Luiz Estevão é preso pela Polícia Federal

Ele é acusado de superfaturamento nas obras do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em São Paulo

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Valor é tido como o maior reembolso aos cofres públicosda história do país
DIDA SAMPAIO/AE - 29.5.2000
Valor é tido como o maior reembolso aos cofres públicosda história do país

O ex-senador Luiz Estevão foi preso na manhã deste sábado em Brasília, de acordo com fonte da Polícia Federal. Ele será encaminhado ainda hoje à Superintendência da PF de São Paulo.  A execução da medida foi realizada após decisão do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou nesta semana que o processo retornasse para o órgão de origem - a Justiça Federal de São Paulo. Com a decisão, ficou autorizado o imediato cumprimento da pena. Estevão, acusado de superfaturamento nas obras do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em São Paulo, foi condenado a 3 anos e meio de reclusão pela Justiça Federal por fraude processual no recurso em questão analisado pelo Supremo. Toffoli rejeitou um recurso do ex-senador apresentado ao STF sob argumento de que a medida era apenas protelatória, diante do fato que ocorrerá a prescrição no próximo dia 2 de outubro. "Nítida, portanto, a intenção do recorrente de procrastinar o trânsito em julgado da sua condenação e, assim, obstar a execução da pena que lhe foi imposta, conduta essa repelida pela jurisprudência deste Supremo ao definir que a utilização de sucessivos recursos manifestamente protelatórios autoriza o imediato cumprimento da decisão proferida por esta Suprema Corte independentemente da sua publicação", afirmou o ministro, no despacho.

Leia tudo sobre: Luiz EstevãoBrasilpresoacusadosuperfaturamento