Dez locais recebem caminhões-pipa

Para o líder comunitário, o problema não é apenas a falta de água

iG Minas Gerais | ludmila pizarro |

FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
undefined

A seca agravou o problema da água em Ravena, distrito de Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte, mas segundo o líder comunitário Álvaro Augusto Emery, ele não é recente. “Temos 15 comunidades, sendo que apenas cinco delas recebem água da Copasa, as demais são atendidas por caminhões-pipa”, afirma Álvaro, que mora no bairro Boa Vista do distrito.  

“Somos um distrito, mas temos cerca de 13 mil habitantes, é quase uma cidade, e temos que ficar lutando para a prefeitura enviar água para as comunidades”, diz.

Para o líder comunitário, o problema não é apenas a falta de água. “Falta captação. Agora que a Copasa está abrindo os poços artesianos, mas nós estamos pedindo há três anos. Tem água aqui perto, na região do Vale Verde”, explica.

“Aqui mesmo no Boa Vista, a água só chegou no início deste an,o e agora está faltando e vindo sem pressão”, reclama. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave