Um turno completo no topo

Raposa busca 17ª vitória para seguir na contagem regressiva para o título brasileiro

iG Minas Gerais | Guilherme Guimarães |

Façanha. Cruzeiro, comando por Marcelo Oliveira, assumiu a liderança na sexta rodada do Campeonato Brasileiro e não largou mais
DENILTON DIAS / O TEMPO
Façanha. Cruzeiro, comando por Marcelo Oliveira, assumiu a liderança na sexta rodada do Campeonato Brasileiro e não largou mais

Chegar à liderança do Campeonato Brasileiro já é uma missão complicada. Permanecer no topo, então, é ainda mais difícil. Mesmo com a complexidade de um torneio marcado pelo equilíbrio, a Raposa tem, na verdade, conseguido remar contra a maré. O time celeste vem desequilibrando no Brasileirão e não sabe o que é ficar longe da primeira colocação há 19 rodadas.

Líder em número de rodadas equivalente a um turno inteiro, a equipe de Marcelo Oliveira desafiará neste sábado o Sport, na Arena Pernambuco, às 18h30, pela 25ª rodada do Brasileiro. E se o passado recente servir de inspiração, foi justamente após uma vitória contra o Leão, na sexta rodada, que a equipe celeste assumiu e não largou mais o primeiro lugar.

Com oito ponto de vantagem para o segundo colocado, o Internacional, o Cruzeiro, melhor visitante com 58 % de aproveitamento (seis vitórias, três empates e três derrotas), tentará vencer o segundo melhor mandante. O Sport ganhou 75% dos pontos que disputou em casa e somou oito vitórias, três empates e uma derrota.

“Temos imenso respeito pelo Sport, time que joga em casa, apoiado pela torcida. Vamos marcá-los bem, mas não fugiremos de nossa característica, que é ofensiva”, garantiu o técnico Marcelo Oliveira.

Contra o Sport, o oitavo colocado, o treinador cinco estrelas já confirmou mudanças no time. Mayke retorna à lateral direita na vaga do veterano Ceárá, enquanto Lucas Silva retoma à titularidade no meio-campo. Depois de “roubar” vaga de Léo na zaga, Manoel seguirá como titular, depois da boa atuação na vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba.

Disputa. Dúvida mesmo, Marcelo Oliveira tem no ataque. Sem Willian, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Dagoberto e Marquinhos brigam pela vaga. “A gente lamenta quando machuca algum jogador, quando fica alguém de fora por cartão, mas temos que estar preparados. Estou preparado e espero entrar como titular para ajudar a equipe, que é o mais importante”, ressaltou Marquinhos, que tem Dagol como concorrente.

“Eu estou sempre preparado. Quando a oportunidade surgir eu estarei pronto. O importante é o que a equipe vem fazendo. Tem feito excelentes jogos, quem entra tem dado conta do recado, e tem que continuar assim”, analisou Dagoberto.

Na Arena Pernambuco, construída para a Copa do Mundo, o Sport ainda não perdeu: venceu Palmeiras e Santos, além de empatar com o Internacional.

Atacante Neto Baiano diz que líder não é imbatível

O fato de o Sport enfrentar o atual líder do Campeonato Brasileiro, que está na ponta da tabela com boas sobras em relação aos rivais, não assusta os jogadores do Leão. Para o atacante Neto Baiano, a Raposa tem seus méritos, mas não é uma equipe impossível de ser derrotada. “O Cruzeiro não é imbatível. Dentro da nossa casa, certamente eles irão nos respeitar. Virá jogando atrás, pois se jogar aberto vai perder. Se a torcida do Sport lotar a Arena (Pernambuco) e apoiar, será muito difícil ganhar da gente”, afirma o avante. Sem marcar gol há seis jogos, Neto Baiano quer acabar com o jejum. “Me dedico muito durante os treinamentos, mas a bola não entra. Mas ela vai volta a entrar”, garantiu.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave