Depois de reencontrarem gato, casal não sabe a quem pagará recompensa

Em uma semana de buscas, os donos do gato pressionaram a concessionária do aeroporto, conseguiram conversar com um diretor da American Airlines, procuraram a Polícia Federal e levaram até dois deputados ao local

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Gato foge de bagageiro de cargas de voo da American Airlines e escapa pela pista do Aeroporto de Guarulhos. Donos estão à procura do felino
Divulgação
Gato foge de bagageiro de cargas de voo da American Airlines e escapa pela pista do Aeroporto de Guarulhos. Donos estão à procura do felino

O casal de biólogos Elaine Françoso e Alexandre Zuntini, que reencontrou o gato perdido nesta sexta-feira (26), ainda não sabe a quem pagar a recompensa de R$ 5 mil. O animal de estimação veio de Dallas (EUA), pela American Airlines, com o casal e foi perdido no terminal do aeroporto de Guarulhos, em Cumbica (Grande São Paulo), na última sexta-feira (19).

Em uma semana de buscas, os donos do gato pressionaram a concessionária do aeroporto, conseguiram conversar com um diretor da American Airlines, procuraram a Polícia Federal e levaram até dois deputados ao local. Seus últimos esforços foram tentar conseguir cães farejadores para a busca.

Segundo a concessionária GRU Airport, o bichano foi achado ainda dentro das cercas do aeroporto, na parte onde ficam os jatos particulares. Ele estava dentro de uma armadilha: uma gaiola com ração para gato, preparada pela equipe da área ambiental do aeroporto. "Ele provavelmente foi para essa região porque ela é mais silenciosa que a área da pista, onde ele fugiu", diz Alexandre.

O gato reapareceu um pouco mais magro, mas sem nenhum machucado ou desidratação. "Levamos ao veterinário e agora ele está em casa, descansando", diz o dono.

Como Louis foi adotado nos EUA, ele possuía um microchip (obrigatório no país), o que tornou mais fácil a identificação. Depois de anunciar uma recompensa de R$ 5 mil, os donos foram procurados por diversas pessoas afirmando ter encontrado Louis - gente da zona sul de São Paulo, do Rio de Janeiro e até de Brasília com fotos de gatos malhados. "Quando o verdadeiro apareceu a gente identificou na foto pelo padrão das listras. E quando o vimos, reconhecemos o miado" conta Alexandre.

Apesar da emoção dos donos, a cena do reencontro não foi digna de novela, segundo Alexandre. Louis saiu da caixa e saiu cheirando todo mundo na sala antes de se esfregar no casal. "Gato é assim mesmo, tinha um monte de gente e ele estava curioso. Mas a nossa alegria não dá nem pra dizer, é incrível a gente estar junto de novo depois de uma semana."

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave