Capitão, Valdivia assume papel de líder no Palmeiras

Meia argentino se sente na obrigação de conduzir o time paulista, na luta contra o rebaixamento

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Volta de Valdivia é um dos trunfos do Palmeiras para vencer o jogo desta terça-feira
Reprodução/Facebook
Volta de Valdivia é um dos trunfos do Palmeiras para vencer o jogo desta terça-feira

Além de ser o camisa 10 do Palmeiras, o meia Valdivia adquiriu nova responsabilidade na partida contra o Vitória, nesta quinta-feira, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O chileno foi nomeado capitão da equipe pelo técnico Dorival Junior e além de ser o destaque no triunfo por 2 a 0, admitiu que se sente na obrigação de conduzir o time, que luta para não cair para a Série B

"O líder orienta e passa tranquilidade. Os jogadores falam que precisam muito de mim, eu sei muito bem, e espero que eu possa corresponder a todo esse respeito que eles têm por mim e à confiança que o treinador passa. Não é à toa que a cada vez que vem um treinador chega, sou um dos considerados a liderar o grupo", explicou o meia. Antes dele, o capitão era o zagueiro Lúcio.

O técnico Dorival Junior explicou que trocou de capitão por entender que o defensor já exerce um papel de comando pela experiência que tem no futebol e optou pelo chileno por crer na contribuição para os jogadores mais jovens. "O Lúcio tem uma liderança natural e não preciso que ele coloque uma braçadeira. Dei a faixa para o Valdivia porque quero mais participação dele dentro do clube, com uma postura diferente dentro do grupo e para auxiliar no crescimento dos jogadores mais novos", explicou.

Valdivia destacou que o resultado positivo contra um adversário direto na luta contra o descenso representa um alento depois da derrota por 6 a 0 para o Goiás, no último domingo. "O que a gente ganha aqui é confiança, ganhamos um jogo aqui que era obrigação ganhar, mas tranquilidade ainda não veio, porque estamos ainda entre os quatro últimos", afirmou.

O chileno evitou falar do seu julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), marcado para a próxima segunda-feira, quando pode pegar entre quatro e 12 jogos de suspensão por ter pisado no volante Amaral, do Flamengo.

Leia tudo sobre: valdiviapalmeirasluciodorival junior