Governo libera 44 mil hectares para reforma agrária

A medida possibilitará a criação de cerca de 20 novos assentamentos para 1,5 mil famílias; será o terceiro gesto de Dilma para a reforma agrária em menos de um mês

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Dilma ironiza choque de gestão de Aécio e rebate ataques de Campos
FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM - AGÊNCIA BRASIL
Dilma ironiza choque de gestão de Aécio e rebate ataques de Campos

O Ministério do Desenvolvimento Agrário, por meio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), publicou nesta sexta-feira (26) no Diário Oficial da União uma série de portarias liberando cerca de 44 mil hectares de terras em 12 Estados e no Distrito Federal para fins de reforma agrária. A medida possibilitará a criação de cerca de 20 novos assentamentos para 1,5 mil famílias.

A liberação de terras autorizada pela presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff ocorre a dez dias do primeiro turno eleitoral e atende a reivindicação de movimentos sociais que criticam a lentidão da instalação de assentamentos pelo governo. Será o terceiro gesto de Dilma para a reforma agrária em menos de um mês.

No fim de agosto, a presidente liberou 93,7 mil hectares em nove Estados - área equivalente a 30% do total liberado pelo governo em todo o ano de 2013. Já no início de setembro, foi ampliado em 200% o limite do crédito para jovens do campo, que se tornaram aptos a tomar empréstimos até R$ 45 mil.