Dívida emperra transferência

Ponteiro, com passagens por Sada e Minas, aguarda situação para definir seu futuro

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Expectativa. Maurício Borges ainda não sabe se poderá defender um clube russo na próxima temporada
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Expectativa. Maurício Borges ainda não sabe se poderá defender um clube russo na próxima temporada

Apesar de a Superliga contar com a grande maioria das estrelas do vôlei brasileiro, além do torneio ser considerado um dos principais ao redor do mundo, ter uma experiência internacional é um dos maiores desejos de jogadores do país. São poucas as situações nas quais o casamento entre uma boa proposta e o interesse de um jogador não se consolidam. No entanto, elas acontecem, e a última delas apareceu para o ponta Maurício Borges, da seleção brasileira.

Depois de começar a carreira no CRB, de Alagoas, sua cidade natal, com apenas 11 anos, e passar por Minas Tênis Clube, Sada Cruzeiro e Pinheiros, Maurício, hoje com 25 anos, finalmente, viu a chance aparecer em um momento de amadurecimento.

No entanto, a porta que se abriu pode estar prestes a se fechar. Depois de assinar contrato com o Fakel Urengoy-RUS, o jogador, que foi vice-campeão do mundo com a seleção brasileira, recentemente, tomou conhecimento de que sua transferência para o clube pode não se concretizar.

Tudo por conta de dívidas que o clube possui, que pode fazer com que a agremiação seja punida pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB). “A transferência dele, no momento, está suspensa. A vontade do clube é de recebê-lo, mas ainda não sabemos se isso será concretizado”, informa Geraldo Maciel, agente do atleta.

As dívidas do Fakel proíbem que o clube confirme transferências na próxima janela, que ficará aberta entre o fim de setembro e começo de outubro, justamente o prazo em que o jogador seria inscrito.

A FIVB deve dar um prazo ao time russo para resolver a situação, provavelmente até o dia 2 de outubro, com a possibilidade de a data ser estendida.

Caso o clube não acerte as contas, a presença de Maurício na Rússia pode não se confirmar. Neste caso, uma negociação para rescindir o contrato teria que ser realizada, antes de um outro clube ser procurado. O brasileiro foi considerado a quarta melhor contratação da liga russa para a temporada 2014/2015.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave