Romário se inscreve para ser presidente do América-RJ

'Baixinho' pretende realizar o sonho de seu falecido pai e tornar o América em um clube-empresa

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Romário têm feito várias críticas à CBF e a organização do futebol sul-americano
José Cruz/Agência Brasil
Romário têm feito várias críticas à CBF e a organização do futebol sul-americano

Mais um passo foi dado para o atual deputado federal Romário (PSB-RJ), candidato ao Senado, se tornar presidente do seu time de coração, o América-RJ. Seu nome consta da chapa inscrita na última quarta-feira para a eleição do Conselho Deliberativo. O pleito vai ser realizado em 14 de outubro. No mês passado, Romário recebeu um grupo de torcedores do clube no Rio e confirmou a sua disposição de ser presidente do clube.

A ideia dele é fazer do América um clube-empresa e deixar a parte administrativa a cargo do atual presidente, Léo Almada, que deve ser o vice-presidente do clube. Uma vez eleito, o conselho escolherá em novembro, dentre um de seus 180 membros (150 titulares e 30 suplentes), o novo presidente.

Romário pretende confirmar oficialmente o seu nome assim que houver a eleição dos 180 conselheiros, em 14 de outubro. Um dos nomes de destaque na chapa inscrita é o de Eduardo Antunes Coimbra, o Edu, considerado por muitos como o principal jogador da história do clube.

A principal missão de Romário no clube seria a de atrair parceiros para que o América possa montar um grande time. O primeiro objetivo é a volta à primeira divisão do Campeonato Carioca. Depois, já avisou que quer ver o América disputando novamente o Campeonato Brasileiro, começando pela Série D.

Ele disse que vai realizar um sonho do pai, Edevair, que já morreu e com quem Romário assistia aos jogos do América quando criança. “Vai ser uma maneira de homenagear meu pai. O lugar do América é na Série A do Brasileiro”, disse o ex-jogador, no último encontro com os torcedores.

Leia tudo sobre: romarioamerica-rjfutebolpresidentecandidato