Boko Haram liberta garota sequestrada na Nigéria

Segundo um líder comunitário, no entanto, ela está traumatizada demais para que possa se identificar corretamente

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Extremistas islâmicos da Nigéria libertaram uma das garotas sequestradas de Chibok, afirmou a polícia do país na quarta-feira (24). Segundo um líder comunitário, no entanto, ela está traumatizada demais para que possa se identificar corretamente.

Centenas de meninas, mulheres e garotos foram sequestrados por combatentes do Boko Haram no último ano, e a captura de mais de 270 estudantes e jovens mulheres de uma escola na cidade de Chibok, em abril, inspirou uma campanha internacional para que elas fossem libertadas.

Mais de 50 garotas reféns conseguiram escapar por contra própria logo depois da ofensiva do grupo, e hoje 219 continuam desaparecidas. A comunidade internacional condenava a incapacidade do governo nigeriano e do Exército de resgatar as mulheres.

O porta-voz da polícia, Emmanuel Ojukwu, disse a repórteres na quarta-feira (24) que "uma garota de 20 anos, entre as capturadas em Chibok, foi deixada por supostos militantes do Boko Haram em Mubi", referindo-se a uma cidade no nordeste do Estado de Adamawa. "A informação que nós temos é que ela é uma das meninas sequestradas."

O líder da comunidade de Chibok, Pogu Bitrus, no entanto, contou ter conversado com a jovem por telefone e disse que o nome fornecido por ela não constava na lista de desaparecidas. "Ela está mentalmente traumatizada, não está coerente", ele afirmou.

Bitrus pediu que as forças de segurança enviem uma fotografia para os pais das garotas sequestradas e para que a imagem possa ser comparada com o banco de fotos das estudantes desaparecidas. Ele também expressou sua preocupação porque, segundo ele, "poderia ser um truque do Boko Haram, libertar uma outra menina para criar uma distração".

Há dois dias, um relato falso foi divulgado de que o Exército teria encontrado várias das mulheres capturadas em Chibok. O rumor foi causado por uma confusão nos relatórios, após soldados encontrarem algumas das garotas que já haviam fugido do grupo em um ônibus, a caminho da escola.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave