Michel Bastos pede desculpas após falta violenta

Lance ocorreu durante o empate contra o Flamengo, na última quarta-feira, no Morumbi

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Jogador recebeu o cartão vermelho após dar um carrinho em Éverton, na lateral de campo
REPRODUÇÃO FACEBOOK/
Jogador recebeu o cartão vermelho após dar um carrinho em Éverton, na lateral de campo

A forte entrada de Michel Bastos em Everton ainda repercute no São Paulo. Incomodado com a repercussão negativa do caso e preocupado com o jogador do Flamengo, o jogador telefonou para o companheiro para se desculpar mais uma vez pelo lance e reafirmar que não teve intenção de machucá-lo.

A expulsão rendeu duras críticas de Muricy Ramalho e do próprio flamenguista, que chegou a chamá-lo de desleal ao fim da partida. Denilson admitiu que a jogada foi dura, mas não enxergou maldade no lance. "O Michel não é agressivo, a carreira que ele fez aqui e na Europa... Ele não tinha levado um vermelho lá. Conversamos hoje, ele ligou para o Everton para saber se estava tudo bem. Não houve maldade, foi coisa do jogo", ponderou. Everton desembarcou no Rio de Janeiro com muitas dores no local e minimizou o lance, dizendo não acreditar em maldade no jogador. O tornozelo direito ainda está inchado e ainda é impossível detectar se existe alguma lesão mais grave. "O cartão às vezes acontece porque você tem muita vontade de chegar na bola e acaba indo atrasado. É muito complicado jogar com um a menos, você corre o dobro, hoje estão todos mortos. As coisas acontecem dentro de campo, mas precisamos ter cuidado com essas coisas de cartão. O Michel foi infeliz no lance, mas vem nos ajudando muito e só tenho que elogiá-lo", minimizou Denilson. Os pedidos de desculpas não devem ser suficientes para Muricy Ramalho não dar um puxão de orelhas no jogador nesta sexta-feira quando reunirá o grupo para iniciar os preparativos para o jogo contra o Fluminense neste sábado.

Leia tudo sobre: Michel BastosfutebolSão PauloagressãofaltaviolênciaexpulsãoFlamengoEverton