Felipe Massa já fala em se aposentar na Williams

Ainda sem saber a hora de parar, piloto acredita que deve correr mais dois ou três anos pela escuderia

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Brasileiro comemorou resultado, mas afirmou que ainda há muito por vir nesta temporada
Reprodução Facebook
Brasileiro comemorou resultado, mas afirmou que ainda há muito por vir nesta temporada

Motivado pelos últimos resultados e pelo ambiente na Williams, Felipe Massa já pensa em se aposentar na equipe britânica. O brasileiro projeta mais "dois ou três anos" de disputa na Fórmula 1 e revela que a Williams deverá ser mesmo seu último time na categoria.

"Eu não sei quanto tempo ainda ficarei aqui, então acho que será minha última equipe definitivamente. Não sei quando sairei, mas com certeza estou feliz aqui e quero continuar correndo enquanto estiver em alto nível", disse o piloto, em entrevista ao site Crash.net. "Espero ficar aqui por mais dois ou três anos, ou talvez mais, mas não sei ainda. Não quero pensar muito à frente. Estou curtindo este momento." Massa vem de duas boas corridas na temporada. Em uma delas, obteve seu primeiro pódio pela Williams, e nas duas superou o companheiro Valtteri Bottas. A reação na temporada e o bom clima na equipe são determinantes para o desejo do brasileiro de seguir na Williams até sua aposentadoria.  "Eu não me vejo como um líder, eu apenas sinto que tudo que digo aqui para as pessoas, elas ouvem e fazem. Você se sente bem com isso. É algo importante e é uma coisa que havia perdido um pouco na Ferrari", admite o piloto. "Para mim, é muito importante, não porque estamos tendo resultados melhores ou piores que seu companheiro, mas porque é algo importante também para a equipe." O brasileiro também se diz motivado por ter tomado a decisão certa ao trocar a Ferrari pela Williams. "Nessa época, no ano passado, eu não tinha um lugar para pilotar em 2014. Não estava em boa fase e sequer motivado em continuar. É fantástico ver o que aconteceu e a equipe que escolhi, que era uma das piores do ano passado e se transformou em uma das melhores deste ano. As coisas mudam muito rápido na F1. Eu corria pela equipe mais famosa. E, às vezes, dar um passo para trás significa dar dois à frente", afirma.

Leia tudo sobre: Felipe MassaF1Fórmula 1automobilismoaposentadoriaWilliams