Cruzeiro tira Breno Lopes do banco para evitar problemas no STJD

Jogador atuou 20 jogos pelo Paraná na Série B e poderia atuar na Série A; porém, como regulamento não é claro, Raposa decidiu se resguardar

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Contra o Coxa, lateral-esquerdo Breno Lopes pode ter a sua primeira oportunidade vestindo a camisa celeste
Gualter Naves/Light Press
Contra o Coxa, lateral-esquerdo Breno Lopes pode ter a sua primeira oportunidade vestindo a camisa celeste

Para evitar possíveis punições do Tribunal Superior de Justiça Desportiva (STJD), o Cruzeiro resolveu não relacionar para o banco de reservas o lateral-esquerdo Breno Lopes, na partida contra o Coritiba. O atleta jogou 20 partidas pelo o Paraná, seu antigo clube. A Raposa ficou sem saber se ele poderia entrar em campo, uma vez que já ultrapassou o limite de seis partidas em uma competição nacional. Essa regra vale para o mesmo campeonato. Portanto, teoricamente, ele poderia atuar na Série A, pois os jogos em que participou foram todos da Série B.

Porém, como o Regulamento Geral do Campeonato Brasileiro e o Regulamento Geral das Competições não deixa isso claro, o clube mineiro achou melhor deixá-lo fora do confronto. O clube celeste entrou em contato com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para saber informações sobre o caso. O Cruzeiro aguarda um ofício da entidade para colocar o jogador nos planos do técnico Marcelo Oliveira.

O atleta chegou a ter o seu nome incluído na súmula, mas pouco antes de a bola rolar, a diretoria celeste informou ao árbitro que ele foi excluído da relação.

A precaução celeste surgiu após inúmeros casos de jogadores irregulares, que renderam punições com a perda de pontos. O caso mais recente e rigoroso aconteceu com o América, que perdeu 21 pontos e caiu para a lanterna da segundona. O clube recorrerá ao Pleno do STJD para tentar reverter a decisão.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave