Dentil-Praia Clube e Camponesa-Minas viajam para quadrangular no DF

Mineiras irão enfrentar donas da casa do Brasília Vôlei, além do Rexona-Ades, atual campeão da Superliga

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Marco Queiroga lamenta ter, no momento, elenco com número limitado de jogadoras
Marco Queiroga lamenta ter, no momento, elenco com número limitado de jogadoras

Depois de encontrarem adversárias que pouco exigiram dos seus elencos durante o Campeonato Mineiro, Dentil-Praia Clube e Camponesa-Minas, que estão na final do torneio regional, partem para um compromisso que terá o nível desejado de preparação.

Entre esta sexta-feira e o próximo domingo, os times mineiros participam da segunda edição da Copa Brasília, que contará com as donas da casa do Brasília Vôlei-DF, além do Rexona-Ades, atual campeão da Superliga.

Todos os quatro times vão participar do Campeonato Nacional, com previsão para início no final de outubro. O torneio servirá de preparação para a temporada, que está apenas começando. "Será uma oportunidade para nossas jogadoras ganharem experiência. Mas, primeiro, temos que pensar em recuperar algumas atletas fisicamente", analisa Marco Queiroga, técnico do Minas, que não contará com a central Walewska, principal contratação do time para a temporada. A jogadora viajou com o grupo, mas não estará à disposição, já que sofreu uma luxação em um dos dedos da mão antes mesmo da estreia do time no Mineiro. Carol Gattaz, com dores musculares e a ponta Ju Nogueira, que ainda adquire a melhor forma física, viajaram, mas não entrarão em quadra.

"O nível de exigência deste torneio será maior e temos que tentar aproveitá-lo da melhor maneira. Cada partida deve ser jogada com a máxima intensidade para que possamos retornar para Belo Horizonte em um patamar mais elevado. O momento, agora, é de conhecer as equipes e suas formações, mesmo com desfalques, em virtude da cessão de atletas para seleções adulta e juvenil", indica Queiroga.

Ao contrário do rival, que conta com o elenco ainda limitado, com apenas oito atletas de idade adulta, o Praia, que terminou o Mineiro na liderança e está invicto na temporada após nove jogos, vai com o time completo, com Sassá, Ramirez, Karine, Natasha e cia.

ADVERSÁRIAS. Enquanto o Rexona-Ades não conta com algumas de suas principais peças, dentro e fora de quadra, o Brasília Vôlei deve ir com força total para o quadrangular. As cariocas não contam com as pontas Gabi e Natália, além da central Carol, que estão disputando o Mundial com a seleção brasileira. Outro desfalque é o técnico Bernardinho, que retornou há poucos dias da Polônia com a seleção brasileira masculina.

Já as candangas devem ir com tudo, inclusive com as recém chegadas para a temporada. É o caso da central Angélica, da ponta Michelle Pavão e da levantadora Pri Heldes. A equipe manteve jogadoras importantes como as pontas Paula Pequeno, Érika, além da oposta Elisângela. O comando é de Sérgio Negrão.

Programação de jogos

Sexta

18h - Rexona-Ades-RJ x Dentil-Praia Clube 20h - Brasília Vôlei x Camponesa-Minas

Sábado

16h - Rexona-Ades x Camponesa-Minas 18h - Brasília Vôlei x Dentil-Praia Clube

Domingo

11h - Dentil-Praia Clube x Camponesa Minas 13h - Brasília Vôlei x Rexona Ades