Ainda suspenso, Suárez volta a ser chamado na seleção

Por causa de recurso, jogador conseguiu permissão para treinar com Barcelona e atuar em amistosos, podendo, assim, defender as cores do Uruguai nos próximos compromissos

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

undefined

Luis Suárez está de volta à seleção uruguaia. Ainda suspenso pela Fifa por conta da mordida no italiano Chiellini durante a Copa do Mundo, o atacante do Barcelona foi um dos 29 nomes pré-convocados pelo técnico Oscar Tabárez, nesta quinta-feira, para os amistosos diante da Arábia Saudita, dia 10 de outubro, e Omã, três dias depois, ambos nas casas dos adversários.

Inicialmente punido pela Fifa por nove jogos oficiais da seleção uruguaia e quatro meses de qualquer atividade relacionada ao futebol profissional, Suárez entrou com recurso junto à Corte Arbitral do Esporte (CAS) e conseguiu permissão para treinar com seus companheiros de Barcelona e atuar em amistosos. Por isso, está liberado para defender as cores de seu país, desde que em partidas amistosas.

Mesmo com a liberação, o atacante havia ficado de fora da convocação para os amistosos diante de Japão e Coreia do Sul, disputados no início de setembro, na Ásia. Na época, o departamento jurídico da Associação Uruguaia de Futebol (AUF) recomendou que Suárez não fosse convocado para esses jogos por temer alguma pena adicional a ser aplicada pela Fifa.

O jogador segue sem atuar em uma partida oficial pela sua seleção desde o dia 24 de junho, quando o Uruguai venceu a Itália por 1 a 0, na primeira fase da Copa do Mundo, no fatídico episódio da mordida de Suárez em Chiellini. De lá para cá, o atacante atuou pelo Barcelona em poucos minutos diante do León, do México, no Troféu Joan Gamper, e em todo o amistoso do time B do clube catalão contra a Indonésia Sub-19, na última quarta-feira, quando marcou dois gols.

Ele também perdeu um longo período de treino e está voltando à forma somente agora. Por isso, os amistosos da seleção uruguaia servirão como bom teste para seu retorno às partidas oficiais. Se tudo correr como previsto, ele reforçará o Barcelona no clássico diante do Real Madrid, pelo Campeonato Espanhol, no dia 25 de outubro.

Além de Suárez, a convocação desta quinta-feira conta com diversos nomes experientes, que estiveram na última Copa do Mundo. Entre eles, três jogadores que atuam no Brasil: Martín Silva, do Vasco, Alvaro Pereira, do São Paulo, e Nicolás Lodeiro, do Corinthians. Eles devem desfalcar suas equipes em partidas do Campeonato Brasileiro - no caso do goleiro vascaíno, na Série B - além de confrontos de Copa do Brasil e Copa Sul-Americana.

Confira a convocação da seleção uruguaia:

Goleiros: Fernando Muslera (Galatasaray-TUR), Martín Silva (Vasco), Rodrigo Muñoz (Libertad-PAR) e Martín Campaña (Defensor-URU).

Defensores: Maximiliano Pereira (Benfica-POR), Matías Aguirregaray (Estudiantes-ARG), Alejandro Silva (Peñarol-URU), José María Giménez (Atlético de Madrid-ESP), Emiliano Velázquez (Getafe-ESP), Diego Godín (Atlético de Madrid-ESP), Martín Cáceres (Juventus-ITA), Alvaro Pereira (São Paulo) e Matías Corujo (Universidad de Chile-CHI).

Meio-campistas: Gastón Silva (Torino-ITA), Arévalo Ríos (Tigres-MEX), Walter Garnano (Napoli-ITA), Diego Arismendi (Nacional-URU), Camilo Mayada (Danúbio-URU), Gastón Ramírez (Hull City-ING), Nicolas Lodeiro (Corinthians), Giorgian De Arrascaeta (Defensor-URU) e Jorge Rodríguez (Peñarol-URU).

Atacantes: Diego Rolan (Bordeaux-FRA), Jonathan Rodríguez (Peñarol-URU), Cristian Rodríguez (Atlético de Madrid-ESP), Cristhian Stuani (Espanyol-ESP), Edinson Cavani (Paris Saint-Germain-FRA), Luis Suárez (Barcelona-ESP) e Abel Hernández (Hull City-ING).

Leia tudo sobre: uruguaiconvocaçaoluis suarezjogos