Polícia Federal prende traficantes bolivianos em terras mineiras

A quadrilha é investigada há cerca de um ano e utilizava o Triângulo Mineiro para pousar aeronaves carregadas de cocaína

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Polícia Federal deflagrou a operação com ajuda da Interpol
Divulgação/ Polícia Federal
Polícia Federal deflagrou a operação com ajuda da Interpol

Acontece na manhã desta quinta-feira (25), a operação "Navajo", que tem como objetivo desarticular uma quadrilha de tráfico internacional de drogas que tem como rota o Triângulo Mineiro. A organização criminosa é formada por traficantes bolivianos que traziam os entorpecentes ao Brasil por meio de aeronaves, que pousavam clandestinamente em pistas rurais na região mineira e também no sul de Goiás, conforme noticiou O TEMPO (clique aqui para ler a reportagem e entenda como os criminosos agiam).

As investigações começaram há cerca de um ano, quando mais de duas toneladas e meia de cocaína foram apreendidas. Além disso, 22 traficantes foram presos, sendo que 14 deles foram detidos em flagrante.

A quadrilha também é acusada de cometer vários crimes violentos para manter o negócio, como homicídios. Dentre os integrantes que ainda estão sendo investigados, três são bolivianos e tiveram prisão decretada. A Polífica Federal contou com o apoio da Interpol para prendê-los em teritório estrangeiro.

Foram apreendidas dezenas de veículos, uma lancha avaliada em R$ 300 mil e vários imóveis, inclusive fazendas em Minas Gerais e Goiás. Os detidos foram levados para o presídio Jacy de Assis, em Uberlândia, e irão responder pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, tráfico internacional de drogas e organização criminosa. Eles podem ser condenados a até 49 anos de prisão em regime fechado.

Já foram cumpridos 26 mandados de busca e apreensão e outros 26 de prisão preventiva em Minas, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo, todos expedidos pela Justiça Federal de Uberlândia. A Polícia Federal conta com mais de 200 agentes na operação. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave