Serra Leoa determina quarentena para 1,2 milhão de pessoas

A medida também atingiu a região de Bombali, no Norte; atualmente, estão sob quarentena cinco dos 14 distritos do país

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Aeroportos pelo mundo reforçaram as medidas de segurança
Sunday Alamba
Aeroportos pelo mundo reforçaram as medidas de segurança

Serra Leoa pôs sob quarentena, com efeitos imediatos, três regiões do país onde vivem 1,2 milhão de pessoas, para evitar a propagação da epidemia de ebola, anunciou nessa quarta-feira (24) o presidente Ernest Koroma. Atualmente, estão sob quarentena cinco dos 14 distritos do país.

“Os distritos Port Loko (Norte) e Moyamba (Sul) estão sob quarentena, com efeitos imediatos”, anunciou o presidente. A medida também atingiu a região de Bombali, no Norte.

Kenema e Kailahun, dois distritos do Leste do país e epicentro da epidemia em Serra Leoa, estão sob quarentena desde o início de agosto. Atualmente estão sob quarentena cinco dos 14 distritos.

“As pessoas que vivem nas áreas sob quarentena vão enfrentar numerosas dificuldades, mas a sobrevivência dos cidadãos do país é a nossa prioridade”, disse o presidente Koroma.

A epidemia de ebola já matou 2.917 pessoas na África Ocidental, em 6.263 casos, segundo o último balanço da Organização Mundial da Saúde.

Leia tudo sobre: Serra LeoaEpidemiaSaúdeDoençaEbolaÁfrica OcidentalMundoAlertaQuarentenaIsolamentoPopulaçãoInfecçãoVírus