Pianista Marcus Abjaud apresenta suas canções autorais

Músico foi um dos vencedores do XIV Prêmio BDMG Instrumental e prepara lançamento de disco

iG Minas Gerais | gustavo rocha |


Show faz parte dos dois previstos no Prêmio BDMG Instrumental
ÉLCIO PARAÍSO/BENDITA
Show faz parte dos dois previstos no Prêmio BDMG Instrumental

Quem via o talentoso Marcus Abjaud há três anos acompanhando músicos como Victor e Léo ou Paula Fernandes, talvez não pensaria que o talentoso pianista se interessaria por outras vertentes da música. Um dos vencedores do XIV Prêmio BDMG Instrumental, neste ano, Abjaud comprova a “virada” que deu na carreira. O compositor faz, hoje à noite, na Fundação de Educação Artística, show com músicas autorais.

“Eu comecei a trabalhar com música muito jovem. Desde os quinze anos, tocava em bandas de baile, depois fui acompanhar outras pessoas. Mas eu comecei a desenvolver um gosto pela composição instrumental”, garante Abjaud.

No show de hoje, Abjaud terá a companhia de Frederico Heliodoro, no baixo, Matheus Barbosa, na guitarra e Felipe Continentino, na bateria. “Nós não nos conhecemos há tanto tempo, mas estamos muito juntos, tocando e pensando música juntos. Cada um influencia o trabalho do outro”, comenta Abjaud. Além deles, o show contará com a participação do saxofonista Marcelo Martins, que tem participações em shows de nomes como Gilberto Gil, Djavan, Dori Caymmi, Ivan Lins etc.

“O prêmio nos dá a oportunidade de convidar um músico de renome. Eu escolhi o Marcelo porque acompanho o trabalho dele há bastante tempo e o admiro. Além disso, como nós somos um quarteto formado de bateria, guitarra, baixo e piano, pensei em convidar um instrumento melódico”, comenta o pianista.

“Rarefeito” é o nome do disco de Abjaud que está prestes a ser lançado. “Só falta fazer a tiragem”, comenta. Sobre sua música, o pianista aponta influências “subjetivas” em seu trabalho, mas não se diz dessa ou daquela vertente. “Eu poderia falar em Hamilton de Holanda, André Memari e vários pianistas estrangeiros, mas eu gosto de pensar que minha música é a mais experimental possível”.

O músico celebra o prêmio recebido. “Acho que é uma janela que se abre para um segmento que é menos conhecido do que a música pop. Esse prêmio é fundamental para revelar novos compositores. A cada ano, conhecemos novos músicos que nunca ouvimos falar”, celebra.

Agenda

O quê. Marcus Abjaud e banda, com participação de Marcelo Martins

Quando. Hoje, às 20h30

Onde. Fundação de Educação Artística (rua Gonçalves Dias, 320, Funcionários)

Quanto. Entrada franca

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave