Ex-funcionários da Google criam buscador pornô na internet

O Boodigo, portal dedicado ao pornografia fetichista, estreou há menos de uma semana e já recebeu cerca de 40 solicitações de companhias do setor e estrelas do pornô para publicidade

iG Minas Gerais | Da Redação |

Ex-funcionários da Google criaram um buscador pornô para a internet. O Boodigo, portal dedicado ao pornografia fetichista, estreou há menos de uma semana e, conforme disse Colin Rowntree, um dos fundadores, em entrevista à Agência Efe,  "decolou como um foguete".

Ele se juntou a uma empresa tecnológica, e se dedicaram por mais de um ano para desenvolver o sistema, criando um algoritmo que dá prioridade a links que são ignorados pelos buscadores generalistas. Apesar de ainda representar um tabu, a pornografia tem uma taxa média de interesse de 80%, índice que não cai desde 2010, conforme estatísticas do Google.

O processo de verificação do Boodigo é duplo, o que possibilita o direcionamento a sites confiáveis. O buscador também mantém a privacidade do usuário, não emprega "cookies" ou qualquer tecnologia de rastreamento.

O Boodigo recebeu cerca de 40 solicitações de companhias do setor e estrelas do pornô para publicidade, desde sua estreia. E despertou o interesse de países como os EUA , Brasil, Itália, Dinamarca, Reino Unido, Canadá e China.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave